Economia Gaúcha gera 12,6 mil empregos em março

A economia do Rio Grande do Sul criou, em março, 12.667 vagas de emprego. Entre os estados, esse é terceiro melhor resultado obtido no mês passado. O patamar se equivale ao registrado em 2015 e supera os de 2016 e 2017. Em março do ano passado, 5,2 mil haviam sido empregos gerados no Rio Grande do Sul. Um ano antes, o resultado era ainda menor, de 4,8 mil.

A indústria da transformação, que criou 7,6 mil vagas, e os Serviços, com mais 4,5 mil, puxaram o resultado positivo de 2018. Já a Agricultura perdeu três mil empregos a mais do que ganhou, no mês passado.  No acumulado do ano, o Rio Grande do Sul soma 43,7 mil vagas criadas no mercado de trabalho.

Em todo o Brasil, foram abertas 56.151 vagas de emprego formal, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho. Foi o terceiro mês de aumento consecutivo no número de vagas com carteira assinada. Para meses de março, esse é o melhor resultado desde 2013.

Entre as unidades da federação, 15 estados e o Distrito Federal registraram variação positiva no saldo de empregos e 11 estados, variação negativa. Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo (+30.459), Minas Gerais (+14.149), Rio Grande do Sul (+12.667), Paraná (+6.514), Goiás (+5.312) e Bahia (+4.151).

Converse com a Fandango