Escola Técnica de Caçapava do Sul é selecionada em etapa regional do prêmio Respostas para o Amanhã

A Escola Técnica Estadual Doutor Rubens da Rosa Guedes, de Caçapava do Sul (RS), é uma das vencedoras da Região Sul do Prêmio Respostas para o Amanhã, uma iniciativa da Samsung com a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC). Em sua 5ª edição, o prêmio classificou na primeira etapa, após análise dos Comitês Técnicos Regionais, 25 projetos regionais, sendo cinco de cada região do país (Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul). A proposta do Prêmio é selecionar projetos desenvolvidos por docentes com seus alunos e que mobilizem os conhecimentos curriculares nas áreas das Ciências da Natureza e/ou da Matemática e suas Tecnologias para solucionar problemas das comunidades onde vivem.
O tema escolhido pela escola t√©cnica ga√ļcha foi “Quilombolas: Recupera√ß√£o de √°reas degradadas e fortalecimento de aspectos socioculturais”. A situa√ß√£o de degrada√ß√£o das matas ciliares e das nascentes da comunidade quilombola Picada das Vassouras √© a realidade que os estudantes prop√Ķem modificar a partir de a√ß√Ķes para recuperar a vegeta√ß√£o e fortalecer aspectos socioculturais. O trabalho foi desenvolvido pelos alunos do 2¬ļ ano do Ensino M√©dio Integrado ao Curso T√©cnico em Agropecu√°ria, sob a coordena√ß√£o das professoras Ana Flavia Corr√™a Le√£o, Elisete Pereira dos Santos e Francelina Elena Oliveira Vasconcelos.
O diretor da escola, Paulo Benites, destaca que o¬† pr√™mio √© uma simbologia de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde 2014. Salienta que se trata de um projeto de resgate cultural e interlocu√ß√£o com a cultura nativa da regi√£o. ‚ÄúS√£o realizadas palestras, visita√ß√£o de alunos e Dia de Campo nesta comunidade Quilombola Picada das Vassouras. √Č um¬† trabalho pedag√≥gico voltado tamb√©m ao resgate da cultura e a valoriza√ß√£o do homem do campo‚ÄĚ, observa, ressaltando ainda que o pr√™mio traz visibilidade para toda a educa√ß√£o agr√≠cola do Estado. ‚ÄúAs escolas estaduais est√£o de parab√©ns porque todas desenvolvem um trabalho magn√≠fico dentro da sua realidade‚ÄĚ, afirma.
A professora Ana Flavia Corr√™a Le√£o explica que o trabalho premiado faz parte de um projeto iniciado h√° quatro anos dentro da comunidade quilombola com o objetivo de fazer um resgate das sementes crioulas. Lembra que primeiro foi feito um resgate social de como essas sementes eram armazenadas, como era o meio em que viviam os moradores do local, passando depois para um levantamento das dificuldades de armazenagem e chegando, inclusive, na quest√£o do √™xodo rural e sucess√£o familiar. ‚ÄúA partir de ent√£o come√ßamos a buscar alternativas de como contribuir com a comunidade para a preserva√ß√£o dessas sementes e tamb√©m com a cria√ß√£o do banco de sementes crioulas na escola‚ÄĚ, enfatiza.
Em 2018 esse trabalho se subdividiu: um grupo de alunos foi trabalhar na comunidade e um outro grupo ficou na escola desenvolvendo um projeto para a cria√ß√£o de uma esta√ß√£o experimental onde as pessoas possam visitar¬† e¬† receber assist√™ncia t√©cnica de como fazer o plantio das sementes crioulas. A aluna Ana J√ļlia, de 16 anos, participa dos projetos e est√° na forma√ß√£o de guardi√Ķes de sementes crioulas. ‚ÄúJ√° consigo sentir o quanto esse trabalho ampliou o meu conhecimento e, inclusive, ajudar em casa, onde plantamos para consumo pr√≥prio. Meu desejo √© permanecer nessa √°rea‚ÄĚ, sinalizou.
Entre os pr√≥ximos dias 17 e 24 de setembro, um j√ļri popular ir√° escolher um vencedor de cada regi√£o. Logo ap√≥s, estes vencedores ser√£o avaliados por uma Comiss√£o Julgadora que ir√° selecionar tr√™s Vencedores Nacionais para serem contemplados com uma viagem de Interc√Ęmbio Cient√≠fico-cultural. Nesta viagem, os professores envolvidos e todos os alunos da classe visitar√£o centros de pesquisas, espa√ßos culturais e participar√£o de oficinas educacionais na cidade de S√£o Paulo.
A premia√ß√£o conta com a parceria da Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas para a Educa√ß√£o, a Ci√™ncia e a Cultura (Unesco), da Rede Latino-Americana pela Educa√ß√£o (Reduca), da Organiza√ß√£o dos Estados Ibero-americanos (OEI) e com o apoio do Conselho Nacional de Secret√°rios de Educa√ß√£o (Consed).
Foto: Escola Doutor Rubens da Rosa Guedes/Divulgação
Texto: Rejane Costa/AgroEffective