Chuva de meteoros no RS na madrugada desta quinta-feira

Esta semana é um prato cheio para aqueles que admiram os fenômenos astronômicos. Na madrugada de quinta-feira (6), após as 2h da manhã, a chuva de meteoros chamada Eta Aquáridas atingirá sua atividade máxima e poderá ser vista pelos gaúchos.

Segundo o professor Carlos Fernando Jung, diretor científico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon) e proprietário do Observatório Espacial Heller & Jung, localizado em Taquara, em função do ângulo de entrada dos meteoros na atmosfera terrestre, o fenômeno será mais visível no hemisfério Sul do que no hemisfério Norte. Com isso, a previsão é de que possam ser vistos até 50 meteoros por hora no céu.

— Além disso, eles alcançam uma velocidade que pode chegar a até 66 km/s. Quando eles entram na atmosfera do nosso planeta, em função do atrito com ar, deixam um rastro brilhante no céu por vários segundos — relata.

Jung conta que, para visualizar a chuva, não são precisos grandes esforços. O mais difícil é controlar o sono, já que o pico do fenômeno ocorre no meio da madrugada:

— A pessoa tem que ter disposição para ficar olhando para o céu. A observação pode ser feita a olho nu. Independentemente do local do Estado onde o observador estiver, ele precisa olhar para o leste, porque é nessa região que está localizado o ponto de entrada dos meteoros na Terra. O ideal é que o indivíduo se posicione após as 2h, mas a chuva pode ser vista durante a noite antes desta hora, mas em menor quantidade.

Uma dica que ele dá é a seguinte: estenda o braço esquerdo em direção ao lado em que o sol se põe. Esta é a posição oeste. Ao esticar o braço direito para o outro lado, você estará apontando para a posição nascente, logo, o lado leste. Área que registrará a maior movimentação dos meteoros. Outras regiões do céu vão registrar a chuva, contudo, ela será com menor intensidade.

Inclusive o mesmo vale para o período de observação. O pico da chuva será na madrugada do dia 5 para 6 de maio. Porém, o diretor do Observatório Espacial Heller & Jung alerta que os meteoros poderão ser vistos ao longo das próximas semanas.

— Faz 15 dias que registramos o aumento da queda de meteoros. Vamos chegar ao ápice dessa movimentação na quinta-feira de madrugada, mas eles poderão ser vistos ainda até dia 30 de maio. Com menor intensidade, mas ainda estarão visíveis para nós. Por isso, caso o tempo esteja fechado, com muitas nuvens ou chovendo, ainda teremos outras oportunidades de visualização — pondera.

Qual a origem dessa chuva de meteoros?
O acontecimento da chuva de Eta Aquáridas é cíclico. Todos os anos, no início do mês de maio, ela acontece. E isso é algo comum a todas as outras chuvas, elas têm momentos do ano para ocorrem com mais intensidade. A que os gaúchos poderão observar daqui a poucos dias é resultado dos detritos deixados pela passagem do cometa Halley, explica Jung:

— Em função da sua trajetória, o cometa se desintegra quando é atingido por asteroides ou por forças gravitacionais. Isso acaba deixando partículas e meteoros no local da colisão. E a Terra, em sua movimentação ao redor do Sol, passa pela região em que esses destroços estão flutuando, eles acabam sendo atraídos para o nosso planeta, por causa da gravidade, e isso faz com que parte desses fragmentos entrem na atmosfera da Terra. Por isso, temos a chuva de meteoros.

 

 

 

fonte Gaúcha/ZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *