Chuvas devem ficar mais irregulares em agosto no Estado

Junho foi mais um mês em que as precipitações foram superiores à média climatológica. Os acumulados ficaram entre 150 e 200 milímetros na maioria das regiões da Metade Sul do Rio Grande do Sul . Dessa forma, as anomalias de precipitação ficaram acima da normal climatológica na maioria das regiões que, em alguns locais, ficou em até 100mm acima da climatologia .

Os primeiros 10 dias de julho foram de precipitações muito volumosas na Metade Norte do RS e geraram enchentes e muitos transtornos à população

No entanto, durante agosto, as precipitações estarão mais espaçadas e, por vezes, os sistemas frontais passarão pelo Estado gaúcho, mas não causarão muita chuva. Logo, os produtores precisam ficar mais atentos a isso e às previsões do tempo, a fim de melhor manejarem suas áreas para a safra 2020/2021. Já os meses de setembro e outubro deverão registrar maior frequência e volume nas precipitações.

Agosto: as simulações indicam que as precipitações serão irregulares. Há, também, a possibilidade de que ocorram veranicos, ou seja, aqueles períodos de tardes com temperaturas perto dos 30 °C. De modo geral, as precipitações devem ficar dentro do normal, na maioria das regiões .

Setembro: com a aproximação da primavera, as precipitações deverão ocorrer de forma mais frequente e volumosa. Notem nos mapas das normais climatológicas de agosto, setembro e outubro , que o volume de precipitação aumenta no decorrer destes três meses. As simulações indicam precipitações acima da média para setembro, entre +15 e +30mm nas regiões Norte e Nordeste do RS. Nas demais regiões são esperados acumulados mais próximos do normal

Outubro: as previsões indicam precipitações superiores à média climatológica em todo o Estado, com anomalias entre +20 e +60mm .

 

 

 

fonte Irga

Converse com a Fandango