Saque emergencial do FGTS começa nesta segunda-feira

Trabalhadores com contas ativas e inativas do FGTS começam a receber nesta segunda-feira (29) o resgate emergencial de até R$ 1.045. Os primeiros serão os nascidos em janeiro. Demais beneficiários terão o dinheiro liberado de forma escalonada, de acordo com o mês de nascimento, até início de setembro.

O valor será depositado em uma Poupança Social Digital, que será aberta automaticamente pela Caixa em nome de cada trabalhador. Com este saldo, será possível pagar boletos ou contas, ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos. Posteriormente, será possível transferir e resgatar o valor – no caso dos nascidos em janeiro, apenas no dia 25 de julho.

O trabalhador também poderá indicar que não deseja receber o saque emergencial do FGTS até 10 dias antes do início do seu calendário de crédito.

Previsto pela medida provisória 946, publicada em abril de 2020, o saque foi autorizado em razão da pandemia do coronavirus, que afetou as atividades econômicas e renda. Cerca de R$ 37,8 bilhões serão liberados para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores. Confira abaixo mais informações.

Qualquer trabalhador que tenha saldo nas contas do FGTS, sejam elas ativas ou inativas. O valor máximo disponibilizado será de R$ 1.045, mesmo que o saldo seja superior a isso. Ou seja: ninguém poderá tirar mais do que esse valor, ainda que tenha duas ou três contas, ativas ou inativas, com saldos superiores a essa quantia. Se a pessoa tem menos do que R$ 1.045 de saldo, poderá retirar apenas o que estiver na sua conta.

Quando poderei receber?

A Caixa divulgou um calendário com as datas para depósito na poupança digital e para saque em espécie e transferência para outros bancos. Ele leva em consideração a data de nascimento do trabalhador.

Reprodução / Youtube
Converse com a Fandango