RGE retoma distribuição de lâmpadas de LED a famílias de baixa renda de Cachoeira

A RGE retomou nesta semana, a distribuição de lâmpadas de LED a 3,2 mil clientes de Cachoeira do Sul. A ação, que integra o Programa de Eficiência Energética da distribuidora, foi interrompida no mês de março devido à pandemia. O objetivo é substituir lâmpadas menos eficientes pela tecnologia LED em residências de famílias enquadradas na Tarifa Social ou que estejam em áreas consideradas de vulnerabilidade social pelo poder público. A previsão é de que 13,1 mil lâmpadas sejam entregues no Município. As equipes que fazem as entregas são devidamente treinadas e equipadas conforme os protocolos sanitários.

A partir do uso das novas lâmpadas, a distribuidora do Grupo CPFL estima uma economia de energia de 275,15 Megawatt-hora (MWh) e uma redução na demanda de ponta de 7,69 kW. As lâmpadas de LED, além de serem até 80% mais econômicas que as antigas, duram cerca de três vezes mais horas e exigem menos manutenção.

Para o coordenador do Programa de Eficiência Energética da RGE, Odair Deters, este é um investimento que tem impacto positivo na vida das famílias contempladas. “A RGE busca, por meio do Programa de Eficiência Energética, oferecer um sistema de iluminação mais eficiente e moderno aos clientes. Estimamos que com as lâmpadas de tecnologia LED a economia somada das famílias chegue a R$ 242,1 mil ao ano”, destaca Deters.

Essas lâmpadas têm vida útil de cerca de 25 mil horas, ou seja, duram mais de dois anos se ficarem ligadas de maneira ininterrupta. Além de fazer a doação das novas lâmpadas, a RGE faz o recolhimento das unidades antigas e as encaminha para o descarte adequado. Durante as visitas, as famílias também recebem materiais explicativos sobre o tema Eficiência Energética e dicas sobre como utilizar a energia elétrica de forma mais adequada.

Além de Cachoeira do Sul, as cidades de Santa Cruz do Sul, Alegrete e Santa Maria também serão contempladas com a substituição. Ao todo, serão mais 55 mil lâmpadas substituídas nas quatro cidades.

Converse com a Fandango