Cachoeirense assume como Secretário Estadual de Saúde de Santa Catarina

Um cachoeirense assumiu a secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina. André Motta Ribeiro era secretário adjunto e tomou posse nesta segunda-feira. A informação foi divulgada nesta terça-feira, no programa Cidade Aberta da Rádio Fandango FM.

Formado em medicina pela UFSM (Universidade Federal de Santa Maria),  natural de Cachoeira do Sul . Atuou na saúde pública gaúcha por muitos anos, onde foi diretor de um hospital de Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre. Atuou como médico na Bahia e há muitos anos é servidor de carreira do Estado catarinense. Trabalhou no Hospital Celso Ramos, principal centro de emergências de Florianópolis (similar ao HPS de Porto Alegre) e foi diretor do Samu.

Chegou a Santa Catarina em novembro de 2004. Trabalhou na Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis. Exerceu também o cargo de Diretor Técnico da Secretaria Municipal de Saúde de São José no ano de 2008. No Governo do Estado, foi regulador estadual de leitos e UTI e, nos últimos sete anos, foi médico de emergência e preceptor na Clínica Médica do Hospital Governador Celso Ramos. Em julho de 2017, assumiu a Coordenação Estadual do SAMU, onde permaneceu até o final de 2018 – quando recebeu o convite para ser secretário-adjunto.

Como adjunto, ajudou a implementar a política hospitalar catarinense e instituiu o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) para o combate à pandemia do novo coronavírus no dia 13 de março. No COES, contribuiu para o aumento da capacidade hospitalar preexistente no Estado de Santa Catarina em mais de 45%, com a ativação de 381 novos leitos de UTI.

Converse com a Fandango