Centro de Triagem será montado junto a UPA e HCB irá contratar profissionais de saúde

A Prefeitura de Cachoeira do Sul fará um aditivo ao contrato com o HCB para contratação de profissionais de saúde – médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem – que atuarão no atendimento de possíveis pacientes com coronavírus. A equipe formada deverá trabalhar na estrutura do Hospital de Campanha que será montada pelo Exército no pátio da UPA. A triagem atenderá apenas pacientes com queixas respiratórias, definindo os casos que deverão realizar o tratamento em casa e os que deverão ser encaminhados ao HCB. Conforme dados dos órgãos de saúde, de 80 a 85% dos casos da doença serão considerados leves e não necessitarão passar por tratamento no Hospital.

“Ainda estamos na fase de contenção, mas precisamos pensar que logo estaremos na fase de mitigação”, declarou o administrador do Hospital, Luciano Morschel, explicando que essa segunda fase será baseada em duas variáveis – o volume maior de atendimento e as dificuldades de isolamento dos pacientes, por isso a importância da tenda de triagem. A triagem ajuda a evitar que pacientes com o coronavírus entrem em contato com outros pacientes do Hospital o que seria, segundo as palavras de Morschel “um prejuízo inestimável”. O HCB pretende suspender, dentro dos próximos dias, os atendimentos eletivos e também não deverá atender quadros respiratórios considerados leves. Estes pacientes deverão ser atendidos pela UPA. No HCB, em função da estrutura, estarão concentrados os casos graves de contaminação por COVID 19.

Barraca de triagem – A barraca de triagem deverá ser usada apenas por pacientes com queixas respiratórias – falta de ar e dificuldade para respirar – e não deverá ser usada para outros atendimentos, evitando a conglomeração de pessoas, o que poderá agravar a situação de contaminação. A orientação dos profissionais de saúde é para que pessoas com sintomas leves continuem se tratando em casa. A montagem das estruturas levará em consideração a proteção para profissionais de saúde e pacientes.

Ações imediatas – A reunião convocada pelo prefeito Sergio Ghignatti ocorrida na manhã desta quinta-feira contou com a presença da 8ª Coordenadoria Regional de Saúde, HCB, Câmara de Vereadores, Ulbra, Escola de Saúde do HCB, UPA, Secretaria Municipal de Saúde, Defesa Civil e forças de segurança – Exército, Brigada e Bombeiros – onde foi definido que novas medidas restritivas serão publicadas em um decreto, em vigor a partir de amanhã (20). A montagem da tenda na UPA deverá ser realizada na segunda-feira. A Prefeitura também busca a compra de respiradores mecânicos para aumentar a capacidade de atendimento no HCB, caso seja necessário. 

O que mais foi tratado na reunião:

– A Pró-Vida, representada na reunião por Leandro Feltrin, colocou à disposição duas UTI’s móveis e a estrutura do antigo Unibanco – com área térrea de 350m² e 3 banheiros e parte superior com 9 salas e elevador;

– A Ulbra colocou à disposição a estrutura do seu ginásio e os profissionais do curso de enfermagem, odontologia e fisioterapia;

– É importante fortalecer o espírito de coletividade, não fazendo compras excessivas de alimentos, álcool em gel e máscaras;

– O uso de máscaras só deve ser feito por quem está contaminado com o coronavírus e por profissionais de saúde;

– Todas as pessoas devem estar atentas às medidas de higiene como o hábito de lavar as mãos diversas vezes ao dia, usando água e sabão;

– Os profissionais de saúde foram unânimes em dizer que a medida mais importante do momento é o isolamento social, ou seja, só sair de casa em caso de extrema necessidade. 

Converse com a Fandango