Votação da Reforma da Previdência na Câmara começa na terça-feira

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira (5) que a Casa deverá ter um quórum de 495 a 500 deputados, do total de 513, para a votação da reforma da previdência em plenário. O objetivo é garantir a aprovação da proposta, que deverá se votada em dois turnos na semana que vem.

“Vamos começar a trabalhar  para aprovar a reforma a semana que vem . Eu ordenei aos deputados em Brasília nesta semana”. De acordo com ele, as reuniões para tratar da questão começarão já neste sábado, quando deverá reunir alguns líderes partidários para contar quantos votos favoráveis a matéria deverá ter.

A pressa para garantir a votação é justificada porque o Congresso iniciará um recesso no dia 18 de julho. Se a reforma não for votada pela Câmara até lá, os deputados só voltarão a analisá-la em agosto. Numa contagem prévia, Maia espera um placar de mais de 340 votos favoráveis à reforma, o que daria segurança para garantir a aprovação. São necessários 308 votos a favor para a matéria ser aprovada.

Converse com a Fandango