R$ 25 mil reais destinado a Escola Expresso que desistiu do Carnaval, voltam para os cofres públicos

A escola de samba Estação Expresso oficiou a Prefeitura de Cachoeira do Sul que não participará do Carnaval de Rua programado para 23 de fevereiro próximo, a partir das 21 horas. A decisão foi motivada pelo afastamento do presidente Maximiliano Oliveira da Silva, somado as dificuldades de obter patrocínio para o custeio do desfile.

Em reunião, a desistência da Estação Expresso foi alvo de análise dos dirigentes das três entidades que confirmaram participação: Unidos da Vila, Inovação e Aldeanos. “Em princípio, a decisão da Expresso exigirá mais recursos das participantes que custearão as despesas com a sonorização” explica a coordenadora do carnaval, Fabiane Moraes.Os R$ 25 mil reais que seriam destinados para Escola voltam para os cofres publicos

A desistência da Estação Expresso não muda o valor que será destinado para cada escola. Será mantida a ajuda de custo através de subvenção no valor de R$ 25 mil para cada uma das três.

Desfile

A ordem de desfile será alterada. A primeira escola a desfilar será a Inovação, seguida da Aldeanos, com a Unidos da Vila encerrando as apresentações na Passarela do Samba, que este ano recebeu o nome de “Dimas Machado”.

Escolha da Corte em janeiro

No dia 19 de janeiro, às 22 horas, no Arrozão, acontece a escolha da Corte do Carnaval 2019, com o show da Gringo’s Band e baterias Trovão Azul (Adeanos), Fiel Guerreira (Unidos) e Furiosa (Inovação). Os ingressos já estão a venda com os presidentes das escolas de samba ao preço de R$ 10,00.

Corsan patrocina, Amicus e Sinmetel apoiam

Como em anos anteriores, a Corsan destinará verba para o carnaval de Cachoeira do Sul. Neste ano o aporte será de R$ 46 mil. A Associação Cachoeirense de Amigos da Cultura (Amicus) e o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas (Sinmetel) já formalizaram apoio as festividades de Momo organizadas pela Prefeitura.

Converse com a Fandango