Mortes de crianças por gripe triplicam em 2018 no país

Levantamento do Ministério da Saúde sobre a gripe aponta que o número de mortes de crianças com até cinco anos em decorrência da doença já é três vezes maior do que foi registrado no mesmo período de 2017. Os dados foram disponibilizados na quinta-feira (21), um dia antes do final da campanha de vacinação.

Segundo o levantamento (que contabiliza informações até 16 de junho), foram registradas 44 mortes de crianças em decorrência de complicações da gripe. Em 2017, foram 14. A principal preocupação da pasta é que este grupo prioritário é o que apresenta a menor cobertura vacinal, com 67,7% das 12,6 milhões que devem receber a vacina.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, ressaltou a importância de levar os pequenos aos postos de vacinação em todo o país:

— É essencial que os pais levem seus filhos aos postos de saúde para receber a vacina e, assim, evitar as complicações do vírus. É uma forma de proteger as crianças e também o restante da população.

Conforme boletim atualizado em 16 de junho, o Brasil contabiliza 3.122 casos de influenza e 535 mortes. No Rio Grande do Sul, quatro óbitos

 

Converse com a Fandango