Exército realiza Operação Alta Pressão para evitar comércio de armas e munições

O Exército Brasileiro, por meio do Sistema de Fiscalização de Produtos
Controlados (SisFPC), tem realizado grandes operações para evitar a proliferação do
comércio ilegal de armas e munições no país. A operação, nominada ‘Alta Pressão VI’,
começou no dia 19 e terminou nesta quinta-feira, 21 tem como objetivo a intensificação das
medidas de fiscalização no comércio de armas e munições. A ação acontece,
simultaneamente, em todo o território nacional.
A 3ª Região Militar/ CMS, “Região Dom Diogo de Souza”, é o Grande Comando
responsável pela fiscalização no Rio Grande do Sul. Em uma atividade  com o apoio da Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Secretária de Fazenda do RS,  voltados para a fiscalização do comércio de
produtos controlados, especialmente de armas de fogo, munições, armas de pressão
(inclusive airsoft e paintball), insumos de munições e acessórios que modificam as
condições normais de armas de fogo.
O SisFPC da 3ª Região Militar envolveu 25 Organizações Militares, formando 33
equipes interagências com a finalidade de fiscalizarem 102 pontos de fiscalização pré
definidos e, se por ventura ocorrerem, de oportunidade.
Durante o período da Operação o Exército Brasileiro coloca a disposição da
população o número 0800-258 0001, com a finalidade de receber denúncias envolvendo
armas de fogo e munições.

Converse com a Fandango