Metade das cidades gaúchas não registraram mortes violentas até novembro

Com reforço do policiamento e das ações estratégicas, o Rio Grande do Sul fechou o mês de novembro com reduções dos principais indicadores de criminalidade. Seguindo a tendência de queda, o estado registrou novamente diminuição de homicídios, feminicídios, roubos de veículo, abigeatos, entre outros. Porto Alegre também contribuiu para esse panorama, ao encerrar o mês de novembro com uma retração significativa de mais de 50% dos casos de homicídio. Os dados divulgados nesta segunda-feira (4/12) pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) ainda revelam que, dos 497 municípios gaúchos, 251 não registraram, entre janeiro e novembro, uma morte violenta sequer.

“Os resultados alcançados na capital refletem o planejamento adotado pela Secretaria da Segurança Pública, em conjunto com as forças policiais, para reduzir a violência em pontos estratégicos. Com nossa pressão operacional, estamos realizando importantes prisões e apreensões de armas e drogas, impactando diretamente o crime organizado. Ao intensificarmos as ações estratégicas e reforçarmos o policiamento, chegamos ao mês de novembro sem nenhum registro de mortes violentas em 50% das cidades gaúchas”, destacou o secretário da Segurança Pública, Sandro Caron.

Porto Alegre reflete redução de homicídios no RS

Em novembro, o estado registrou uma diminuição de 20,6% dos homicídios em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 123 casos. O mês também foi marcado pela sétima queda consecutiva desse índice no RS. Na capital, a oscilação para baixo chegou a 54%, com 17 ocorrências, contra 37 em novembro de 2022. Também, pelo sétimo mês consecutivo, foi observada tendência de queda em Porto Alegre.

Vítima de homicídio no RS em Novembro

“O compromisso e a dedicação de todo o efetivo, aliados ao fortalecimento do serviço de inteligência, têm feito com que as forças policiais atuem cada vez mais de forma antecipada às ações criminosas, reduzindo os índices na capital e no estado. Por meio desse mapeamento, tropas especializadas, como Bope, Choque e Batalhão de Aviação da Brigada Militar, atuam na saturação de áreas específicas, para reforçar o combate à violência”, ressaltou o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Cláudio Feoli.

“Em sinergia com as forças de segurança, a Polícia Civil intensificou as operações de combate ao crime organizado, enfraquecendo e desmantelando quadrilhas com atuação na Região Metropolitana e no estado. Com a realização de investimentos e o empenho dos delegados e dos agentes em investigações qualificadas, vamos seguir canalizando esforços para reduzir os indicadores de criminalidade em solo gaúcho”, acrescentou o chefe de polícia, delegado Fernando Sodré.

Redução de 40% dos feminicídios

Além da diminuição dos homicídios, os casos de feminicídios também fecharam em queda no mês de novembro. Com seis casos computados no estado, a retração foi de 40%, comparada a igual período de 2022. Para aumentar as ações de combate a esse crime desafiador, a SSP vem ampliando os serviços de atendimento às mulheres, como a expansão do projeto Monitoramento do Agressor, que já acompanha 73 agressores que usam tornozeleira no RS.

Vítimas de Feminicídio no RS em Novembro

Além de delegacias especializadas, a Polícia Civil também dispõe de 81 Salas das Margaridas e a Delegacia de Polícia Online da Mulher. Já a Brigada Militar atende mais de 100 municípios gaúchos com as patrulhas Maria da Penha.

Novembro marca 11.redução seguida de roubos de veículo

Em outubro de 2023, o Rio Grande do Sul chegou à 11.a queda consecutiva de roubos de veículo. Ao longo do mês, foram computados 253 casos, contra 376 no mesmo período do ano passado, o que corresponde a uma diminuição de 33%. Porto Alegre acompanhou a tendência de queda observada no estado, com queda de 21%.

Roubo de veículos no RS em Novembro

Latrocínios

Com relação aos latrocínios, dois casos foram registrados no mês passado, um a mais do que em novembro de 2022. Em Santa Vitória do Palmar, o inquérito já foi concluído, com um preso. Em Pelotas, a investigação segue em curso.

Abigeatos

No mês passado, também houve uma redução dos crimes de abigeato no RS. No meio rural, foram computados 240 casos, contra 379 em igual período de 2022, resultando em uma queda de 37%.

Outros indicadores

Novembro também encerrou com retração de 50% dos roubos a transporte coletivo, com 22 ocorrências registradas em todo o estado. Com relação aos outros indicadores, no mês passado, foram registradas seis ocorrências bancárias, uma a mais do que o número tabulado para o mês em 2022.

Texto: Lucas Rivas – Ascom SSP

Converse com a Fandango