Prefeitura entrega ao Dnit os cuidados com o trânsito até a Ponte do Fandango

Depois de 36 horas ininterruptas de trabalho, a Prefeitura de Cachoeira do Sul entregou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) os cuidados com o trânsito de veículos até Ponte do Fandango. Na noite da última sexta-feira, após uma avaliação prévia da ponte do Fandango sobre o Rio Jacuí, na BR-153/RS, a travessia foi totalmente interrompida devido a rachaduras em uma das estruturas de concreto que dá acesso ao vão principal (metálico).

Durante este período, sob a coordenação da Defesa Civil, dezenas de servidores municipais de todas as secretarias atuaram na avaliação, interdição, controle do trânsito (inclusive com dois pontos de informação na BR 290/BR 153 e RST 287/BR 153), chamado e acompanhamento ao Dnit para avaliar a situação e logo após preparar o plano de ação para próximos dias.

No início da noite de sábado a passagem de pedestres e ciclistas (empurrando a bicicleta) foi liberada. No entanto, para isso é necessário andar cerca de 2 quilômetros desde o trevo do Loló até a Ponte do Fandango. A ponte tem mais cerca de 600 metros.

O cronograma prévio do Dnit estima que a liberação do tráfego de veículos leves sobre a travessia deva acontecer somente a partir das 18 horas da próxima sexta-feira (05) e com o sistema “pare e siga”.

O DNIT calcula que as obras de recuperação para solucionar o problema que vem causando as fissuras comecem no dia 16 de novembro. Este trabalho, incluindo o sistema “pare e siga”, devem durar cerca de um mês. Contudo, estes prazos podem sofrer ajustes de acordo com os estudos e o projeto que estão sendo desenvolvidos.

Converse com a Fandango