RS regulariza vacinação de 23 mil crianças, em uma semana

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul divulgou, nesta segunda-feira (11), o primeiro balanço da campanha de multivacinação para crianças e adolescentes. De acordo com a pasta, 41 mil pessoas com menos de 15 anos procuraram os postos de saúde desde o início da mobilização.

Destas, 23 mil tinham alguma dose em atraso que puderam colocar em dia – sendo que a maior parte dos atrasos era registrado entre crianças de 5 a 9 anos. O objetivo da força-tarefa é elevar as coberturas vacinais, que já vinham em um cenário de queda nos últimos anos, e que ficaram ainda menores após a pandemia da Covid-19.

O calendário de imunização prevê a aplicação de 14 tipos de vacinas até os sete anos de idade, e outras oito até os 15 anos. Todas elas são oferecidas na campanha – que terá um “Dia D” no próximo sábado, com a abertura excepcional das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para a vacinação de menores.

Demanda

A SES alerta que a queda na procura por vacinas de rotina aumenta as chances de que doenças consideradas erradicadas voltem a circular, especialmente nas escolas. Dentre as patologias que mais causam preocupação nas autoridades, destacam-se a coqueluche, poliomielite, sarampo, caxumba, rubéola e hepatites A e B.

“Na medida em que as doenças passam a não circular mais, justamente por causa das vacinas, muitas doenças tornaram-se desconhecidas, fazendo com que algumas pessoas não tenham noção do perigo representado por elas”, alerta a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Tani Ranieri.

A lista completa das vacinas oferecidas às crianças e adolescentes, via Sistema Único de Saúde, está disponível aqui.

 

 

 

fonte Rádio Guaíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *