Moradores abrem valetas na rua para conter velocidade no Funcap

Moradores do Bairro Funcap, na zona norte de Cachoeira do Sul, decidiram agir por conta própria para conter a velocidade de veículos que trafegam pela rua da Creche Júlia Tavares, que é uma extensão da Rua José Ferreira Neves. No final de semana, quebra molas foram construidos no trecho de chão  logo após o término da pavimentação da via, que foi patrolada recentemente pela Prefeitura.

Segundo relato de moradores que enviaram mensagens à Rádio Fandango, os quebra-molas foram construídos pelo operador de uma retroescavadeira particular que esteve no local e fez as estruturas em dois pontos da via. Na segunda-feira (19), os obstáculos foram desfeitos por determinação do diretor da Secretaria Municipal de Obras, Gabriel Wioppiold.

No entanto, no mesmo dia, chegaram relatos à emissora dando conta de que valetas profundas foram abertas nos mesmos pontos onde os quebra-molas haviam sido construídos e desfeitos. Além disso, blocos de pedra de grande porte também teriam sido colocados no trecho, na tentativa de conter motoristas mais afobados, mas retirados em seguida. Sinalizações artesanais foram colocadas no meio da rua para alertar os motoristas.

A reportagem do Portal OCorreio/Rádio Fandango esteve no local e conferiu a situação de perto. Relatos dos moradores tanto à reportagem quanto via mensagens à emissora evidenciam que a comunidade está dividida. Por um lado, há uma ala favorável à instalação dos quebra-molas, valetas e obstáculos clandestinos por estar indignada com a alta velocidade de motoristas imprudentes que trafegam pelo local. Por outro, há os descontentes que classificam a situação como uma obstrução de via pública e por se sentirem prejudicados com os obstáculos e pelo risco de acidentes e danos aos seus veículos.

Ninguém assume abertamente a autoria dos obstáculos.

“A gente entende o lado das pessoas, mas não se pode agir por vontade própria”

A secretária municipal de Obras, Rosimeri Arreal, afirma que sua pasta já está em diálogo com os moradores do Bairro Funcap. Uma das possibilidades é a construção de um quebra-molas nas proximidades da escolinha de educação infantil, no trecho pavimentado da via, ideia que foi rejeitada por parte dos moradores por entenderem que motoristas imprudentes possam aumentar novamente a velocidade dos veículos antes e depois da estrutura.

“A gente não pode sair construindo quebra-molas sem qualquer critério técnico. Isso exige um estudo, porque pode causar acidentes. As pessoas se acham no direito de fazer algo por se sentirem prejudicadas. Nós entendemos o lado das pessoas, mas as coisas não podem funcionar assim. No trânsito, não se pode fazer as coisas por conta ou vontade própria. Estamos buscando uma saída legal para este caso”, ressalta.

Na tarde desta quarta-feira (21), a Prefeitura pretende retornar ao Bairro Funcap para encontrar uma solução conjunta com os moradores. Recentemente, as ruas passaram por melhorias, como patrolamento e encascalhamento, e isso teria favorecido o tráfego de veículos em alta velocidade na comunidade.

Converse com a Fandango