Operadoras liberam sinal de internet para que alunos da rede estadual do RS acessem aulas online

Os alunos da rede pública estadual poderão, finalmente, contar com um recurso que vai melhorar o acesso à internet. O sinal foi liberado para que todos os estudantes possam ter o pacote de dados ampliado, possibilitando, assim, o acesso a plataformas educacionais.

Segundo o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, o sinal foi liberado na última semana por Tim, Claro, Vivo e Oi, que respondem por 97% da telefonia móvel do Estado.

A liberação ocorre três meses após um acordo da Assembléia Legislativa, em 13 de maio — o Legislativo se comprometeu a repassar R$ 450 mil mensais para que cada aluno tenha um pacote com velocidade de 50 mbps (megabits por segundo), liberado somente para plataformas de ensino.

As atividades remotas foram retomadas em 1º de junho. Inicialmente, foram feitas capacitações para professores e estudantes.

— Levamos meses entre o processo interno da contratação, assinatura e homologação. Agora, com a liberação do sinal, teremos um número maciço de alunos com acesso ampliado à internet, por computador ou celular — afirma.

O anúncio oficial será feito nesta quinta-feira (27), quando a maior parte dos estudantes deve começar a usar. Até agora, no entanto, cerca de 15 mil já conseguiram acessar a internet de forma espontânea.

Para ter o serviço de internet gratuito

  • O aluno precisa acessar o aplicativo EscolaRS pelo celular.
  • O login é o mesmo da conta educacional usado no Google Sala de Aula.
  • Se não lembrar a senha, há um local indicado no aplicativo para recuperá-la.
  • É muito importante que a ficha cadastral do aluno esteja atualizada na escola para conseguir a autorização de acesso.
  • Caso não consiga a autorização de acesso pelo aplicativo, vá até a secretaria de sua escola e solicite a atualização dos dados cadastrais.
  • Mais informações sobre o uso do aplicativo podem ser solicitadas na secretaria de sua escola ou pelo e-mail: escolars@seduc.rs.gov.br

fonte Gaúcha/ZH

Converse com a Fandango