Prefeitura de Cachoeira vai gastar mais para recolher o lixo da população com contêineres

O prefeito Sergio Ghignatti assinou um aditivo de contrato com a empresa Conesul Soluções Ambientais para disponibilização de mais 150 contêineres para Cachoeira do Sul, aumentando as ruas atendidas através do sistema automatizado de resíduos sólidos.

De acordo com o Secretário de Meio Ambiente, Alexsander Radiske, o contrato de um ano com a Conesul venceu no último dia 31 e foi renovado por mais um ano. Como há muitos pedidos para a instalação de mais contêineres na cidade, o Prefeito Ghignatti aproveitou a renovação para incluir novos coletores. Além disso, dois novos empregos serão gerados: um motorista e um ajudante. A previsão é que a instalação comece em cerca de 15 dias.
VANTAGENS – A utilização dos contêineres, que são totalmente automatizados, garantem que o lixo seja melhor acondicionado, podendo os moradores colocarem o lixo 24 horas por dia em local adequado, evitando que animais mexam no lixo. A empresa responsável pelo recolhimento faz a higienização dos depósitos de forma periódica para evitar o mal cheiro.A redução no valor pago por cada contêiner é outra vantagem.

Quando cachoeira do Sul tinha apenas 100 contêineres, o valor pago por cada unidade era de R$ 649,95. Agora, com 500 unidades, o valor de cada um é de R$ 378,45. “Fomos negociando, melhoramos o valor na última licitação e agora, como colocamos outros 150 unidades, conseguimos ganho de escala e reduzir mais um pouco do valor. Toda essa negociação segue uma planilha de custos oferecida pelo Tribunal de Contas. Seguimos este manual chamado de “Orientações técnicas de serviços de coleta de resíduo sólido domiciliar, que nos auxilia nestes momentos.”, explica Alexsander.

Importante
No Centro, o esvaziamento do contêiner é diário. Nos bairros ele acontece de dois em dois dias.

Converse com a Fandango