Coronavírus atinge 92% dos municípios do Rio Grande do Sul

Cerrito, Linha Nova, Capão Bonito do Sul e Mato Queimado anunciaram nesta quinta-feira os primeiros casos de Covid-19, 145 dias após a confirmação do primeiro paciente oficialmente infectado pelo novo coronavírus. Com isso, o total de municípios que ainda não identificaram nenhum caso caiu para 42, o que representa 8% do total de cidades no Estado. Em um mês, cresceu 18,06% o número de municípios com diagnósticos positivos do novo coronavírus. Em 23 de junho eram 382 e o Estado contabilizava 20.864 casos confirmados e 477 óbitos. Até a noite desta quinta-feira, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) havia contabilizado casos em 455 cidades, totalizando 54.841 casos e 1.456 óbitos.

O presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, diz que infelizmente esse percentual tem diminuído semanalmente. “A cada balanço da SES temos novos municípios registrando casos da Covid-19, o que demonstra a preocupação que temos com o que estamos passando”, destaca.

A população das cidades que ainda não contabilizam casos do novo coronavírus varia entre 1,3 mil e 11,7 mil habitantes. “Os municípios pequenos, que têm uma vida diária diferente dos grandes centros e que por sua natureza já praticam o distanciamento e as medidas de prevenção, por serem comunidades menores e de pessoas conhecidas, conseguem ainda ficar afastadas da pandemia, mesmo no ritmo que ela está em outras cidades”, destaca Hassen.

Além disso, ele reitera que os prefeitos estão trabalhando “mais firmes ainda” para impedir que o vírus chegue até as suas cidades. “Todos têm feito um trabalho excelente de prevenção nesse sentido, esperamos que esse número permaneça como está e que os outros municípios, que apresentam um ou dois casos, possam curar essas pessoas e não registrar novos, para que possamos diminuir essa curva aqui no Estado”, declara, reforçando que até o momento, o Rio Grande do Sul, no entendimento da Famurs, tem conseguido suportar “relativamente bem” a pandemia do novo coronavírus.

A conscientização da população tem sido uma das medidas adotadas pelos prefeitos, de acordo com Hassen. “Na cidade menor, o prefeito tem mais facilidade com a cobrança da população, pois todo mundo é conhecido”, comenta. Outra estratégia dos prefeitos é a barreira sanitária, realizada com o objetivo de monitorar quem entra e quem sai do município. “Na maioria deles, é possível de se fazer”, complementa Hassen. E a higienização constante dos espaços públicos também está entre as medidas mais adotadas pelas prefeituras dos municípios sem casos da Covid-19.

“São ações de prevenção que eles têm adotado e tem ajudado muito a segurar a contaminação aqui no Estado. O município pequeno tem inúmeras vantagens em um momento como esse, e isso acaba também fazendo com que o vírus demore para chegar. E tomara que nesses lugares nem chegue”, assinala. O desafio agora, segundo Maneco Hassen, é seguir controlando a disseminação do vírus e ampliar as ações de combate à pandemia. “Temos uma demanda elevada pela ocupação de leitos, novos casos e cada vez mais óbitos, é preciso que estejamos em alerta”, pontua o prefeito. Ainda sobre as regiões que não têm registros do novo coronavírus, Hassen destaca que a maioria dos municípios do Rio Grande do Sul não tem hospital próprio e conta somente com Unidades Básicas de Saúde.

“São postos de saúde que não estão preparados para realizar atendimento de casos graves. Fica inclusive mais essa preocupação para agora e para o pós pandemia, que é ampliar a regionalização da saúde e a distribuição de leitos por todo o Estado”, comenta. Para garantir que municípios grandes, médios e pequenos consigam controlar a propagação da Covid-19, Hassen enfatiza que a Famurs está procurando manter contato permanente, tanto com as prefeituras, quanto com as associações regionais. “Estamos nos comunicando o máximo que podemos nesse momento, que é o mais difícil das últimas décadas para todos os gestores públicos”, define.

 

 

 

fonte Correio do Povo

Converse com a Fandango