Vacina para Coronavírus à base de fumo começa a ser testada em humanos

A empresa biofarmacêutica Medicago, sediada no Canadá, produziu uma vacina contra a Covid-19 e já iniciou os testes da Fase I. O laboratório é parcialmente financiado pela fabricante de cigarros Philip Morris. A vacina é feita a partir da folha de tabaco.

Essa primeira fase foi iniciada na semana passada. Trata-se de um estudo que envolve 180 indivíduos saudáveis, homens e mulheres com idades entre 18 e 55 anos. Eles receberam diferentes dosagens para testar a segurança e a quantidade necessária do produto para a efetividade da dose. O objetivo é confirmar que a vacina estimula o sistema imunológico. Se os resultados forem positivos, os testes das fases II e III, que vão atingir milhares de pessoas, terão início ainda em outubro.

A Medicago espera poder produzir até 100 milhões de vacinas contra o coronavírus até o final de 2021. A construção da planta em grande escala da Medicago na cidade de Quebec, Canadá, será concluída até o final de 2023. Espera-se que este local de produção tenha a capacidade de fornecer até 1 bilhão de doses por ano de vacinas da Covid-19.

A vacina é a base de proteína e serve para provocar uma resposta imune. O laboratório coloca genes de vírus nas folhas de tabaco. As células vegetais criam conchas de proteínas que imitam vírus. “Nossa tecnologia comprovada de produção de vacinas baseada em plantas é capaz de ajudar a encontrar uma solução coletiva para essa emergência de saúde pública”, diz Bruce Clark, presidente e CEO da Medicago.

 

 

fonte Portal Gaz

Converse com a Fandango