Defesa Civil em alerta sobre possível cheia do Rio Jacuí

A Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul, através da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Cachoeira do Sul, vem alertar a comunidade cachoeirense sobre o risco de cheia do Rio Jacuí.

Em decorrência das precipitações pluviométricas que atingiram as cabeceiras do rio na região de Passo Fundo e também do seu principal afluente o Vacacai.

Em Cachoeira do Sul, a Defesa Civil vem monitorando o nível do Rio Jacuí de maneira a prestar orientações à comunidade e, se for o caso, mitigar os danos de uma possível inundação com a retirada preventiva das famílias ribeirinhas.

Conforme tabela abaixo, o nível do Rio Jacuí vem subindo e ultrapassando o nível normal.

Dia Turno Nivel

(m)

Velocidade

(cm/h)

Pluviômetros
  Ponte Fandango Piquiri
1 Manhã 18,75
Tarde 19,05 3
2 Manhã 19,3 1,7
Tarde 19,43 1,3
3 Manhã 19,4 -0,2
Tarde 19,3 -1
4 Manhã 19,1 -1,4
Tarde 19 -1
5 Manhã 18,94 -0,4 7mm 1,6 mm
Tarde 18,94 0
6 Manhã 18,82 -0,85
Tarde 18,7 -1,2
7 Manhã 18,5 -1,43 25 mm 33,6 mm
Tarde 18,35 -1,5
8 Manhã 18,6 1,7 35 mm 6,6 mm
Tarde 19,15 5,5
9 Manhã 19,6 3,2    

As medições são realizadas às 7h e às 17h, junto a Barragem da Ponte do Fandango.

De acordo com o Plano de Contingência da Defesa Civil Municipal, com 21,5m é acionado o alerta para a comunidade para que possam ser retiradas as primeiras famílias antes da cota de 22m, quando é possível retirar os moradores de maneira preventiva antes que a água invada as residências. A retirada preventiva é uma ação que tem tido êxito, pois garante a segurança dos envolvidos, socorristas e pessoas afetadas, propicia maior agilidade no atendimento e reduz os prejuízos das famílias afetadas pois permite que móveis e utensílios sejam carregados antes de serem atingido pelas águas.

A Defesa Civil já realizou contato com a Diretoria da FENARROZ e Sindicato Rural para que, em caso de necessidade de remoção de famílias ribeirinhas, o Pavilhão de Exposições seja utilizado como Abrigo Provisório, tendo em vista que o Pavilhão é amplo, comportando o número de famílias previstas, fica próximo à área mais afetada, permitindo que os moradores possam ficar próximos de suas residências e que o Ginásio Municipal Derli Steinmtez já está sendo utilizado como abrigo provisório para pessoas em situação de rua.

Nesta tarde, a Defesa Civil realizou uma reunião com as Secretarias Municipais para preparação das equipes de trabalho. Neste primeiro momento, a preparação é para as equipes internas, mas a Defesa Civil fará também o contato com o Exército Brasileiro e Corpo de Bombeiros, órgãos que atuam na remoção de famílias, busca e socorro quando necessário.

O alto índice pluviométrico colabora para a umidificação do solo facilitando o deslizamento de encostas e a queda de árvores. A Defesa Civil pede que a população tenha cuidado quanto a estes riscos e que em caso de emergência entre em contato através dos telefones de emergência.

Telefones de Emergência:

Corpo de Bombeiros: 193 – (51) 3722 2000

Defesa Civil: (51) 997732913–(51) 997630073–(51)997447384–(51)981853980–(51) 984254210

Converse com a Fandango