OMS vê pandemia crescendo mais devagar no Brasil

A curva de contágios do novo coronavírus no Brasil está crescendo de forma menos acelerada e os números podem ser considerados indícios de um processo de estabilização, mas ainda é cedo para concluir se o país já alcançou o pico da doença, destacou nesta quarta-feira (17) a OMS (Organização Mundial da Saúde).

“O crescimento não é tão exponencial como era anteriormente. Há alguns indícios de que a situação se estabilizou, mas temos visto em outros países que, após certa estabilização, os casos podem aumentar outra vez”, alertou o diretor de Emergências Sanitárias da OMS, Mike Ryan.

Segundo o especialista, “é um momento para sermos extremamente cautelosos e focados nas medidas de distanciamento, higiene e redução de eventos de massa”.

Ryan pediu apoio aos grupos mais vulneráveis na pandemia, como indígenas e moradores de favelas e outras áreas onde o distânciamento físico e as medidas de higiene são mais difíceis de serem aplicadas.

 

 

 

 

fonte R7

Converse com a Fandango