8,1 milhões de brasileiros receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600,

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) identificou o risco de 8,1 milhões de brasileiros terem recebido indevidamente o auxílio emergencial , criado para combater efeitos da crise do coronavírus. O ministro do TCU Bruno Dantas, relator da fiscalização, afirmou que “há uma falha do governo” para combater fraudes na concessão do benefício.

— Não acredito que se trate de falhas por má-fé, mas pela necessidade de se fazer a criação urgente deste cadastro. Há também a necessidade de não se criar empecilhos desnecessários para uma pessoa que necessita e tem direito. Agora, sem dúvida alguma é uma falha. Estamos trabalhando. O governo vai ter de buscar o ressarcimento — diz Dantas.

Segundo o ministro, através do cruzamento de dados realizado pelo TCU, foi identificada  “uma verdadeira farra” na concessão de benefício. Entre os exemplos citados estão militares, brasileiros no Exterior, agentes políticos e dependentes de pessoas com renda acima do permitido.

A tentativa de usufruto do auxílio por parte de servidores públicos, para Dantas, “é a fraude mais grotesca” e  “indica uma falta básica de cuidado do governo que era cruzar com sua própria base de pagamentos”.

 

 

 

fonte Gaúcha/ZH

Converse com a Fandango