Máscaras não são “solução milagrosa” contra coronavírus, diz OMS. Água e sabão sim

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descartou que as máscaras sejam “a solução milagrosa” para coibir a pandemia de Covid-19 e seu amplo uso na população só é justificado quando o acesso à água para lavar as mãos é limitado ou é difícil manter a distância física.

“Não há resposta binária, nem solução milagrosa. Máscaras por si só não podem parar a pandemia de Covid-19”, enfatizou o diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante uma coletiva de imprensa online nesta segunda-feira.

Segundo ele, a diretriz da OMS é que a prioridade para o uso das máscaras médicas é para o pessoal da saúde, bem como para os doentes e seus cuidadores. Tedros ainda reforçou que o uso de máscaras especializadas pela população geral pode levar à falta desses insumos para profissionais da saúde.

No caso dos países que têm máscaras suficientes, porém, pode haver o uso na população em geral, comentou, acrescentando que a OMS estava divulgando diretrizes atualizadas sobre o tema, para ajudar a embasar as decisões dos governos.

Adhanom defendeu, de qualquer modo, que os países façam testes sobre a eficiência desse uso e lembrou que a máscara não substitui a importância de outras medidas – como o distanciamento social e o reforço na higiene, sobretudo na lavagem das mãos.

 

Converse com a Fandango