Sobe para seis os casos suspeitos de coronavírus em Cachoeira

Mais um caso suspeito de coronavírus foi registrado em Cachoeira neste domingo. Uma mulher de 22 anos, que esteve em São Paulo( estado onde já existe transmissão comunitária do vírus) foi atendida no HCB  e feita a coleta. Depois do atendimento recebeu alta e encontra-se em isolamento domiciliar.

Na sexta feira, foram registrados quatros c  casos de suspeitos de terem contraído coronavírus foram registrados em . Um homem de 37 anos e mulher de 38 anos que retornaram de viagem do México no último dia 11 de março. Ambos estão em isolamento domiciliar.

No inicio da noite de sexta,  uma mulher 76 anos que veio da Europa recentemente. Notificado e coletado pelo HCB. a Paciente tem sintomas semelhantes a bronquite.

Na sexta pela manhã, a secretaria municipal da Saúde confirmou, o segundo caso suspeito de COVID-19, o novo Coronavírus. Segundo informações do responsável pela pasta, Roger Gomes da Rosa, o paciente é um homem de 67 anos de idade e que esteve, recentemente, no Paraguai e no Uruguai.O paciente recebeu alta e está em isolamento domiciliar.

Nesta quinta-feira (12), o primeiro caso suspeito foi registrado. Uma mulher que esteve recentemente na Europa foi diagnosticada por uma médica da rede particular. A profissional notificou a secretaria municipal da Saúde, após uma consulta. Depois, foi recomendado o isolamento domiciliar.

Orientações:

• Lave as mãos com água e sabão ou higienizador à base de álcool, para matar vírus que podem estar nas suas mãos.

• Evite tocar nos olhos, nariz e boca. As mãos tocam muitas superfícies e podem ser infectadas por vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz ou boca. A partir daí, o vírus pode entrar no corpo da pessoa e deixá-la doente.

• Certifique-se de que você e as pessoas ao seu redor seguem uma boa higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com a parte interna do cotovelo ou lenço quando tossir ou espirrar (em seguida, descarte o lenço usado imediatamente). Gotículas espalham vírus. Ao seguir uma boa higiene respiratória, você protege as pessoas ao seu redor contra vírus responsáveis por resfriado, gripe e COVID-19.

• Os viajantes que retornam das áreas afetadas devem monitorar seus sintomas por 14 dias e seguir os protocolos nacionais dos países receptores; e se ocorrerem sintomas, devem entrar em contato com um médico e informar sobre o histórico de viagem e os sintomas.

Converse com a Fandango