433 casos suspeitos de coronavírus são registrados no Brasil

O Ministério da Saúde contabilizou, até esta segunda-feira, 433 casos suspeitos de Covid-19 no Brasil. O país permanece com  dois casos confirmados em São Paulo de pessoas que estiveram na Itália. Até agora, já foram descartadas 162 suspeitas da doença.

Pela primeira vez, a região Norte tem casos suspeitos de Covid-19: dois no Pará, um no Amazonas e outro em Rondônia. Apenas Acre, Amapá, Roraima e Tocantins não possuem suspeitas do novo vírus em todo o país. São Paulo continua liderando as suspeitas, com 163 casos, de acordo com o ministério.

O Ministério da Saúde justifica o aumento do número de casos em função da nova metodologia adotada, que agora prevê o repasse dos casos registrados pelas secretarias de saúde dos estados sem que haja a rechecagem por parte de servidores da pasta.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, afirmou que todos os casos prováveis – aquelas pessoas que tiveram contato próximo em ambiente domiciliar com os dois pacientes com coronavírus – estão recebendo um monitoramento especial. Até o momento, nenhum familiar apresentou sintomas respiratórios.

Rio Grande do Sul

Com 73 casos suspeitos de coronavírus, o Rio Grande do Sul é o segundo estado com maior número de pacientes em observação – ficando atrás apenas de São Paulo. Porto Alegre é a cidade que reúne mais pacientes em observação, com 42 casos suspeitos. Desde o dia 28 de janeiro, a Secretaria Estadual de Saúde já descartou dez casos que seriam relacionados com a doença.

A Secretaria da Saúde (SES) informa que foram notificados 46 novos casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus no RS. Outros três casos foram excluídos por não se enquadrarem nos critérios. Com isso, o Estado mantém em investigação 73 suspeitos de 23 cidades.

Todos os suspeitos apresentaram febre e sintoma respiratório após viagem a um dos 16 países onde a Organização Mundial de Saúde considera como tendo circulação viral.

View image on Twitter

 

Converse com a Fandango