Compppir lança o projeto Sarau Saia Rodada

A Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial (Compppir) lançou no Cine Via Sete o projeto Sarau da Memória, iniciativa do GRES Inovação com apoio da Prefeitura de Cachoeira do Sul, Ucab, SMEd, 24ª e a diretora de projetos do Saia Rodada, Nathaly Weber.

A proposta do projeto é promover políticas públicas para a igualdade racial através de palestras, oficinas e formação de professores. De acordo com a coordenadoria da Compppir, Vânia Pedroso, o objetivo é oferecer a população em geral, em especial aos afrodescendentes, conteúdo que auxilie em sala de aula e que contribua para que crianças e jovens tenham referências mais próximas de suas origens e a sua importância na história da cidade e fazendo um resgate da sua cultura.

O lançamento do projeto teve a apresentação do documentário “Se não me falha a memória”, feito pelo fotojornalista Rafael Bavaresco há cerca de 10 anos que retrata memórias de vários moradores de Cachoeira do Sul. “Queremos com este trabalho auxiliar também dos professores, que dispõe de pouco conteúdo oficial e materiais de apoio didático adequado para cumprir o que determina a Lei 11.645, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional que inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática da história e cultura afro-brasileira e indígena”, explica Vânia.

O projeto prevê ainda a realização do Sarau da Memória, uma vez por mês, com exibição de trechos do documentário e entrevistas inéditas, para um bate papo e reflexões sobre os temas, com a participação de convidados.

O que já está agendado

13 de setembro, 14h30min

– “HistoriCidade”, com a professora Lair Vidal. História da população afrodescendente em Cachoeira do Sul

14 de setembro, 14h30min

– Cine bate papo – Políticas públicas para a população afrodescendente, com Serginho dos Santos e Lucas Nascimento

11 de outubro, 14h30min

– Exposição de trabalho “O sangue que circula”, com o educador social Vladimir Motta

12 de outubro, 14h30min

– Cine bate papo “As faces do racismo”, com Júlio Corrêa e convidados

1º de novembro, 14h30min

– Exposição de trabalhos, com a professora Juliana Noronha

2 de novembro, 14h30min

– Cine bate papo “In Memorian” – Aos que deixaram o seu depoimento registrado

6 de dezembro, 14h30min

– Exposição de trabalho “Case Dora Abreu”, com as professoras Jaqueline Gonçalves, Marta Seibert e convidados.

7 de dezembro, 14h30min

– Cine bate papo, “Case Dora Abreu”, com as professoras Jaqueline Gonçalves, Marta Seibert e convidados.

Converse com a Fandango