videomonitoramento trava nos postes

O início das obras de instalação das 11 câmeras de videomonitoramento em Cachoeira do Sul, ainda depende de um acordo com a RGE Sul. Ocorre que a rede de fibra optica ,necessita do compartilhamento dos postes da concessionaria de energia para levar as imagens ate o centro de operação junto ao prédio do 35º BPM.
Segundo a secretária do planejamento do municipio Rosimeri Michels, as tratativas de um convênio feitas ate agora com a RGE, retornou muito onerosa para o municipio, implicando  valores de R$ 6,87 por cada poste ,o que resultaria em uma despesa em torno de R$3000,00 mês aos cofres públicos;mas no entanto a propria RGE orientou a prefeitura a solicitar uma mediação junto a ANEL ( agencia nacional de energia eletrica).Com este embroglio , a empresa Contel vencedora da licitação, nao pode iniciar os trabalhos de implantação dos cabos, pois para ser aprovado o projeto junto a concessionaria , o convenio deve estar firmado.

O valor licitado para a obra é de R$ 365.632,71. No entanto, o Ministério da Justiça liberará R$ 374.347,62 (que e o valor previsto no projeto). Já foi liberado R$ 312.316,38 do recurso e ainda falta o depósito de R$ 62.031,24 e a liberação dos R$ 49.586,67 de contrapartida da Prefeitura (que é obrigatória). Este valor soma R$ 423.934,29. Como há um saldo econômico na licitação de R$ 58.301,58, a Prefeitura pode apresentar um novo projeto para usar este recurso aplicando em melhoria na tecnologia do sistema. A implementação do serviço deve estar concluída até 31 de dezembro de 2019.

O recurso é uma emenda parlamentar do ex-deputado federal cachoeirense José Otávio Germano. O serviço será feito pela empresa Contel Segurança Eletrônica 24h, de Garibaldi.

A obra de construção da nova sala já foi iniciada pela  Secretaria Municipal de Obras com doação de materiais através da Cacisc e Sindicato Rural, que já firmaram parceria com algumas empresas e produtores rurais e estão em contato com outros para auxiliarem com a doação de recursos para a aquisição dos materiais. A sala já esta sendo construída junto ao prédio do 35º BPM especialmente para receber o videomonitoramento.

O controle e armazenamento das imagens do videomonitoramento ficará a cargo da Brigada Militar de Cachoeira do Sul. O serviço contará com 9 brigadianos (5 aposentados e 4 da ativa). Todos eles passarão por treinamento oferecido pela empresa contratada.

Onde serão instaladas as câmeras

– Posto do Loló

– BR 153 (Trevo do Horbach)

– KM Zero (entroncamento da Imigrantes com a ERS 403)

– Rotula do Trevo do Clube Comercial (BR 153)

– Entroncamento da Avenida dos Imigrantes/Avenida das Nações/Acesso da Granol/Capão Grande

– Rua 7 de Setembro (esquina com a Câmara de Vereadores)

– Curva da David Barcelos

– Entroncamento da Avenida Brasil/Júlio de Castilhos/Bento Gonçalves (5 Esquinas)

– Rua Saldanha Marinho (próximo ao Supermercados Imec)

– Avenida Brasil/Alarico Ribeiro (Hotel União)

– Rua Saldanha Marinho (Colégio Marista Roque)

 

Converse com a Fandango