Primeiras áreas colhidas de soja indicam boa perspectiva de produtividade no estado

A soja, nas regiões Celeiro, Noroeste Colonial e Alto Jacuí, evolui rapidamente para o estádio de maturação, com folhas de coloração amarela. As primeiras lavouras colhidas apresentam boa produtividade, de acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater-RS/Ascar .

O levantamento aponta que a lavoura da soja se encontra na seguinte situação:

– 8% da área colhida
– 17% madura e por colher
– 67% em fase de granação ou enchimento de grãos
– 8% de área estão em floração.

Nas regiões do Médio Alto Uruguai e do Rio da Várzea, as primeiras lavouras em fase de maturação apresentam ótima sanidade e boa perspectiva de produtividade, contrariando a expectativa de uma safra com forte pressão do fungo da ferrugem asiática. Na semana passada foram realizadas aplicações finais de fungicidas para controle da ferrugem e de inseticidas para controle de lagartas, percevejos e ácaros.

Na região da Produção, a cultura está em fase inicial de colheita, com rendimento médio de 62 sacas por hectare. Comparada ao período de implantação, quando houve necessidade de replantio, a expectativa é positiva. Há baixa incidência de doenças e pragas em lavouras adequadamente monitoradas e tratadas.

No Sul, predomina a granação, com 85% das lavouras nesse estágio. Nos últimos dias antes da conclusão do levantamento, ocorreram secamento do solo, altas temperaturas e radiação solar intensa, prejudicando as lavouras de soja.

As condições gerais na Serra e nos Campos de Cima da Serra estão muito boas. A fase predominante é a de enchimento de grãos. A colheita começa nas áreas cultivadas mais no cedo, com variedades de ciclo precoce.

Arroz

A cultura no RS está com 17% da área colhida, 36% madura, 38% em enchimento de grãos e 8% em floração. Nas principais regiões produtoras do estado, Campanha e Fronteira Oeste, as condições climáticas nos últimos dias antes do fechamento do Informativo foram favoráveis ao desenvolvimento da cultura. Porém está prevista redução da produção nesta safra, em virtude de pouca insolação, muitos dias nublados, com chuva, e baixa temperatura à noite.

No Litoral e Centro-Sul, foi iniciada a colheita das variedades precoces plantadas no cedo, chegando a 11% da área em Camaquã. O manejo realizado recentemente foi a condução da lavoura com irrigação, aplicação de coberturas e tratamentos fitossanitários, em alguns casos, conforme necessidade e cultivar.

Converse com a Fandango