Cachoeira do Sul começa 2019 com mais desemprego

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia divulgou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) relativo ao mês de janeiro de 2019. O Município começou o ano com perda de postos de trabalho formais (com carteira assinada). De acordo com o levantamento, foram 384 desligamentos no período e 357 admissões. Ou seja, um saldo negativo de 27 vagas perdidas no primeiro mês de 2019.

A função de “Embalador, a mão” teve o pior desempenho em Cachoeira: foram quatro contratações e 46 demissões. Assim, janeiro fechou com salgo negativo de 42 vagas na atividade. Já “Vendedor de Comércio Varejista” registrou 15 postos extintos em janeiro (23 contratações e 38 desligamentos em janeiro).

Na outra ponta, a atividade industrial desacelerou o ritmo de desemprego no Município com a função de “Alimentador de Linha de Produção” registrando 38 contratações e saldo positivo de 29 novos postos de trabalho.

Desde o começo do Governo Municipal comandado pelo prefeito, Sérgio Ghignatti, Cachoeira do Sul registrou 8.643 demissões e 361 postos de trabalho foram extintos.

Já Novo Cabrais (4), Cerro Branco (1) e Paraíso do Sul (8) contabilizaram saldos positivos em geração de emprego no mesmo período.

 

 

fonte Jornal O Correio

Converse com a Fandango