29ª Abertura da Colheita terá 33 vitrines tecnológicas

A 29ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz ocorrerá de 20 a 22 de fevereiro de 2019 na estação da Embrapa Terras Baixas, em Capão Leão (RS), próximo a Pelotas. Essa edição do maior evento da cultura do arroz na América Latina terá como tema “Matriz Produtiva: Atividade Diversificada, Renda Ampliada”. O evento é realizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz).

O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), apresentará na vitrine principal áreas demonstrativas da nova cultivar IRGA 431 CL e da Pampa CL, da Embrapa, que serão colhidas no ato cerimonial de colheita no evento. Duas novas alternativas para o produtor que visa alto desempenho na lavoura arrozeira.

O Irga será também um dos expositores com duas vitrines tecnológicas, uma do Projeto 10+ e outra da nova cultivar IRGA 431 CL:

  • Projeto 10+: Mostrará os principais pontos de manejo que o programa preconiza. O 10+ é um conjunto de ações que envolvem dez passos a serem executados pelo produtor, com o objetivo de elevar a produtividade média de arroz no Rio Grande do Sul, reduzir os custos de produção, fomentar a competitividade e aumentar a rentabilidade do orizicultor. Entre as etapas estão: o uso de semente certificada, plantio, controle de invasoras, adubação recomendada e água no momento correto.
  • IRGA 431 CL: Exibirá a cultivar pré-lançada na edição anterior do evento. A 431 CL é resistente às principais doenças de ciclo médio, apresenta boa resistência à Brusone (uma das principais doenças do cereal) e baixo índice de centro-branco. Possui excelente qualidade de grãos e controle do arroz vermelho nas lavouras do Estado. Também será demonstrada a cultivar IRGA 424 RI.

No total serão 33 vitrines na Abertura da Colheita. Na área das empresas, já estão confirmadas, Syngenta, Delta Plastics, Bayer, FMC, Koch, Basf, Ricetec e Ihara. Além da participação das principais instituições de pesquisa do setor, como Irga e Embrapa, e participação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). As empresas terão áreas demonstrativas para apresentar soluções para alta produtividade.

O coordenador da Zona Sul do Irga, engenheiro agrônomo André Matos, salienta a importância da parceria entre o instituto e a Embrapa. “A Abertura da Colheita é o principal e maior evento da América Latina, pois fortalece o símbolo do valor do arroz. Estamos com a expectativa para que esta seja a maior edição. Vamos receber produtores, estudantes, pesquisadores, setor comercial de várias regiões. A Embrapa tem sido de suma importância na organização e desenvolvimento das atividades que antecedem o evento”, acrescenta Matos.

Converse com a Fandango