Banda Marcial Gonçalvense, Unidos da Vila, APAE e Botafogo ganharão R$ 60 mil reais cada do Criança Esperança

Quatro instituições cachoeirenses estão em festa. Elas foram selecionados, via Movimento Comunitário Cachoeirense (Mococa), para receber recursos do Criança Esperança. Ao todo, cada uma receberá uma verba no valor de RS 60 mil, totalizando, R$ 240 mil. Na relação, estão o Botafogo Futebol Clube, Banda Marcial Gonçalvense, APAE e Escola Unidos da Vila. As instituições envolvem em torno de 430 crianças.

Na comunicação oficial, na tarde desta sexta-feira (24), a quadra da Unidos virou um grande Carnaval com a presença do ex-goleiro do Flamengo e da Seleção Brasileira, Júlio César. Ele foi aplaudido, saudado por todos, transmitiu alegria, tirou fotos e caiu no samba. Júlio César, que atua como mobilizador do Criança Esperança, percorre o Brasil. Ele disse que as instituições cachoeirenses estão de parabéns.

“Todos vocês são pessoas do bem, que trabalham por uma causa positiva, longe da violência, das drogas e envolve crianças, jovens e adultos, portanto, merecem este reconhecimento”, observou o ex-goleiro, que demonstrou simpatia com todos.

O MOCOCA   

O Movimento Comunitário Cachoeirense (Mococa), que na presidência, Cláudio Petrucci, foi quem organizou e lutou e inscreveu os projetos. A equipe do Mococa, além da alegria, também se emocionou durante a apresentação das instituições contempladas. O tesoureiro do Mococa, Santo Tavares, salientou que um importante passo foi dado e que o esforçou de cada um valeu a pena.

OS PROJETOS

– A Escola Unidos da Vila desenvolve um projeto especial com crianças aos sábados à tarde. Ao todo, são 45 que recebem uma atenção especial através da dança, da arte e de oficinas ministradas por voluntários. “São as ararinhas”, disse a presidente da Unidos, Ana Falcão, se referindo ao símbolo da escola, que é uma arara. As ararinhas também recebe lanches, através do Mesa Brasil, do Sesc.

– O Botafogo Futebol Clube tem o projete Criança do Esporte. Cerca de 200 crianças todos os sábados são recebidas nas quadras esportivas do clube, no Alto do Amorim. São dadas instruções de futebol e ao meio-dia é servido um almoço.

– A APAE tem um projeto especial de banda e percussão, que chama atenção de todos. A dedicação aos ensaios, a coreografia e alegria dos participantes emocionam que assistem as apresentações.

– A Banda Gonçalvense, dirigida por uma equipe de ex-componentes, trabalham com a  música com crianças e jovens. Na prática, é uma escola de música em busca de formação de novos integrantes para Banda Marcial

Converse com a Fandango