Videomonitoramento das ruas de Cachoeira mais próximo de se tornar realidade

A Prefeitura de Cachoeira do Sul através da Secretaria de Obras, a Cacisc e o Sindicato Rural confirmaram a parceria para a construção da sala que servirá de sede para o serviço de videomonitoramento no Município. Na manhã desta quarta-feira o major Jaime Roberto Soligo, comandante do 35º BPM teve encontro com o prefeito em exercício, Cleber Cardoso, onde ele informou que a Secretaria de Obras cederá a equipe que fará a obra, conforme já havia sido acordado com as entidades. À tarde, em encontro com o secretário de Planejamento, Luciano Lara, foi entregue o projeto com a lista de materiais que precisam ser adquiridos pela Cacisc e o Sindicato Rural.

O projeto técnico foi feito pela arquiteta Cristine Coelho e a engenheira Maria Luiza Sander e a sala será construída junto a sede do 35º BPM, na Rua Leopoldo Souza. O recuro para a contratação da empresa que fará a implantação do sistema de videomonitoramento já está disponível e aguarda a apenas o resultado final do processo licitatório para ser incluído no Sistema de Convênios (Siconv) para sua liberação seja confirmada.

PREGÃO – O pregão eletrônico para a compra das câmeras aconteceu nesta quarta-feira e teve duas empresas interessadas: uma de Novo Hamburgo, que apresentou uma proposta de R$ 641,2 mil e outras de Santa Cruz do Sul, com a proposta de R$ 473,5 mil. Como o valor disponível para a compra é de R$ 426,1 mil (R$ 400 mil da emenda parlamentar do deputado federal José Otávio Germano e R$ 26,1 mil de contrapartida), a Secretaria de Administração tenta agora negociar para o valor cobrado seja reduzido. Se não conseguir baixar o valor, um novo pregão deve ser aberto em 8 dias.

Converse com a Fandango