Audiência pública debate segunda-feira, duplicação da BR 290 em Cachoeira

As frentes parlamentares federal e estadual em defesa da duplicação da BR 290 realizam na próxima segunda-feira (25/06), em Cachoeira do Sul, audiência pública para debater a situação das obras na rodovia. O encontro dá sequência à primeira reunião conjunta das frentes realizada em Butiá no dia 11 de junho.  Novas reuniões serão realizadas nos municípios por onde passa a BR 290.

Atualmente, o limite da estrada é de 11 mil veículos por dia. Porém, hoje circulam mais de 21 mil por dia. A BR 290 é uma rodovia fundamental para o fluxo de turistas, de mercadorias e para a ligação expressa do Brasil com países do Mercosul. Além dos aspectos econômicos e de integração, o atraso na duplicação tem causado o aumento de acidentes, com saldo de mortes e feridos entre outros prejuízos. Segundo dados da Polícia Rodoviária federal (PRF), nos últimos cinco anos foram registrados 2111 acidentes, com 112 mortes e 400 feridos graves. Cerca de 30% desses acidentes são resultados de colisões frontais ou transversais, que causaram 50% das mortes.

Na última semana, o deputado federal Henrique Fontana (PT-RS), coordenador da Frente Parlamentar Federal em Defesa da Duplicação da BR 290, encaminhou pedidos de audiência com o presidente Michel Temer, o ministro dos Transportes Valter Casimiro Silveira e com a bancada gaúcha no Congresso Nacional. O objetivo é somar esforços e pressionar o governo para retomar o ritmo das obras, que estão praticamente paralisadas. “O governador José Ivo Sartori também será chamado a reforçar o movimento da sociedade gaúcha em defesa da obra. Sentimos que ainda não há um reconhecimento por parte das autoridades sobre a importância dessa estrada”, acrescentou o deputado estadual Luiz Fernando Mainardi, coordenador da Frente Parlamentar na Assembleia Legislativa.

Para a audiência pública, além da Prefeitura e Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul, foram convidados representantes das cidades da Associação dos Municípios da Fronteira Oeste (AMFRO), DNIT, PRF e Governo do Estado.

Converse com a Fandango