Em Cachoeira, Defesa Civil diz que não precisa decreto de emergência

Enquanto que em outras cidades gaúchas e do Brasil, as Prefeitura estão decretando emergência em razão do desabastecimento de combustíveis e alimentos e por consequente as perdas na economia, em Cachoeira do Sul a Defesa Civil  informa que não há necessidade de solicitar o decreto de calamidade pública no município devido à greve dos caminhoneiros. Segundo o coordenador, Edson Júnior, são mantidos contatos a todo o momento com a Coordenação Estadual e a orientação é de que pode ser solicitado o abastecimento para os serviços essenciais. “Estamos de prontidão. O decreto neste momento é questão política, por isto, necessitamos de embasamento”, afirmou.

Ele disse que já manteve contato com a Transportes Nossa Senhora das Graças para solicitar o local em que está o caminhão com combustível para a empresa. “Basta recebermos esta informação para acionarmos a Coordenadoria Estadual e pedir a liberação do caminhão , porque o transporte urbano é um serviço essencial”, salientou Edson Júnior.

O coordenador informou também que o prefeito Sergio Ghignatti acompanha a situação do município e a todo o momento é informado do que está acontecendo no estado e no país. “Em Cachoeira do Sul, temos já definido o uso restrito das viaturas da Prefeitura e, por enquanto, temos combustível para o Samu”, observou, acrescentando que ser for necessário neste caso também será acionada a Defesa Civil Estadual.

Converse com a Fandango