Ghignatti determina suspensão da Licitação do Transporte Urbano, devido há não atender todos os bairros

Devido há vários erros no edital, o Prefeito Sergio Ghignatti determinou a suspensão da licitação do transporte coletivo de Cachoeira.A Prefeitura  publicará nesta terça-feira (3) o edital que suspende a Licitação da Concorrência 01/2018 para o serviço de transporte urbano do município. O edital previa para esta quarta-feira (4) a abertura dos envelopes com as propostas.

A suspensão foi definida após visita técnica prevista no edital que percorreu todos os itinerários indicados no projeto operacional proposto pela empresa Matricial Engenharia. Na ocasião foram constatadas diversas discordâncias. A empresa responsável pelo projeto já foi comunicada para que faça as correções necessárias e o mais breve possível o processo licitatório seja reaberto.

Em alguns itinerários, o tempo mínimo previsto para a realização do percurso está muito divergente do tempo feito pela equipe responsável pela visita técnica. Além do mais, as visitas foram feitas sem paradas, percorrendo o itinerário ininterruptamente.

– Na linha Noêmia/Marcelo Gama/Fenarroz, não está previsto no itinerário o percurso que contempla o Bairro Tibiriçá e Loteamento Tatsch, deixando as localidades desatendidas.

– Na linha Soares/Hotel União/Ulbra, consta no itinerário a Rua Tito Osório Torres, rua que fica fora de rota.

– A linha Poço Comprido atualmente percorre itinerário até o Km 1. O projeto operacional proposto não contempla até o Km 1, somente até o Km 0.

– A linha do Distrito Industrial está com percurso incoerente. Após passar pela Rua Conde de Porto Alegre o itinerário indica o ingresso na Rua Juvêncio Cardoso da Cunha e deveria indicar a Rua Deoclécio Pereira.

Converse com a Fandango