Ministério público confirma legalidade do concurso da Câmara de Cachoeira

O Ministério Público garantiu nesta semanaa legalidade do concurso da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul pelo Indeferimento do Inquérito aberto a partir da provocação de dois cidadãos.

Em documento assinado pela Promotora de Justiça, Maristela Schneider, esta afirmou que não se verifica ilegalidade na contratação da empresa Premier Concursos Ltda. a ensejar atuação ministerial e que a mesma apresentou a proposta mais vantajosa para a Administração Pública. “Desde o início sabíamos da lisura e da legalidade do concurso”, afirmou o Presidente da Câmara, Igor Noronha. Assim, a prova acontecerá normalmente no dia 18 de fevereiro, na ULBRA, como já anunciado.

Converse com a Fandango