Cachoeira tem um caso confirmado e outros oito suspeitos de coqueluche

 Secretaria de Saúde de Cachoeira do Sul recebeu a confirmação de um caso de coqueluche em um menino de nove anos, morador da localidade de Ferreira

Além dele, há outros oito alunos que atendem aos critérios para o caso suspeito e, no momento, estão sendo acompanhados. De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica,  Joacir Pereira Alvez, a amostra para cultura microbiológica de dois deles já foi coletada para análise, mas ainda não há resultado.

Os dois foram escolhidos para a coleta, conforme o coordenador, porque ainda não tinham sido medicados com antibióticos. Os outros seis seguem sendo acompanhados. O resultado do Exame coletado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen) deve sair até esta sexta-feira (2).

O estudante que teve o diagnóstico confirmado precisou de internação hospitalar, recebeu medicação e já está em casa. Tanto a família dele quanto a dos colegas com sintomas também já foram medicados.

Ainda segundo a Vigilância Epidemiológica, todos estavam com a vacina que protege contra a doença em dia e não saíram de Cachoeira do Sul. Este é o primeiro caso da doença confirmado no município.

A coqueluche é uma doença infectocontagiosa aguda do trato respiratório transmitida por uma bactéria. Ela passa pelo contato direto com a pessoa infectada ou por gotículas eliminadas ao tossir, espirrar ou falar. A infecção pode ocorrer em qualquer época do ano e em qualquer fase da vida, mas atinge especialmente as crianças.

Converse com a Fandango