Procuram-se padrinhos afetivos, para crianças em abrigos

Passear, brincar, viajar, apoiar e orientar são atribuições de qualquer padrinho. Mas, para crianças e adolescentes que vivem em abrigos ou casas lares, com poucas chances de adoção, esta pode ser a chance de construírem laços afetivos duradouros fora da instituição em que vivem. Medida alternativa à adoção, a iniciativa não concede a guarda dos jovens aos padrinhos, mas permite que façam parte da vida dos afilhados, desempenhando um importante papel de incentivo e carinho.

O projeto, lançado é voltada para crianças e adolescentes com remotas possibilidades de retornarem às famílias biológicas ou que não fazem parte do perfil desejado para adoção: crianças a partir dos sete anos de idade, adolescentes, grupos de irmãos e jovens com deficiência podem fazer parte do projeto.

Mas quais são os passos para se tornar padrinho ou madrinha? Saiba mais:

QUEM PODE SER AFILHADO (A)

  • Crianças e adolescentes que apresentam poucas perspectivas de adoção ou retorno para a família. Por exemplo:
  • Crianças e adolescentes com deficiência
  • Crianças e adolescentes com síndromes
  • Pré-adolescentes e adolescentes
  • Grupos de irmãos

QUEM PODE SER PADRINHO OU MADRINHA:

  • Pessoas idôneas, com no mínimo 18 anos de idade, com disponibilidade de tempo que possibilite o contato regular com o afilhado (a) e para participar das oficinas e reuniões com a equipe do projeto.

O PADRINHO OU MADRINHA PODE:

  • Visitar regularmente o (a) afilhado (a)
  • Realizar passeios com o (a) afilhado (a), proporcionando convivência familiar e comunitária saudável
  • Acompanhar o (a) afilhado (a) em atividades e eventos

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SE CADASTRAR:

  • Documento de identidade (original e fotocópia)
  • Comprovante de residência atualizado
  • Certidão negativa de antecedentes criminais

CADASTRO E INFORMAÇÕES:

Ficou interessado? Para mais informações, entre em contato com a Coordenadoria da Infância e Juventude do RS: cijrs@tj.rs.gov.br.  ou procure o Juizado da Infância de Juventude de Cachoeira do Sul.

 

Converse com a Fandango