Video divulgado em embate de vereadores e Siprom gera crise

A presidente do SIPROM e a vice-presidente, Josie Rosa e Elaine Paz, respectivamente, o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Trevisan (PDT), repassou via assessoria que tinha interesse em conversar com o sindicato. Sem saber qual seria a pauta, a presidente do Siprom – juntamente com a vice-presidente ; atendeu ao pedido, logo após a reunião que tratou, do Fundo de Aposentadoria e Pensão dos Servidores,o FAPS. O encontro foi nas dependências da Sociedade União Cachoeirense (SUC),onde surgiu a polêmica:  “Nos chamaram de cachorro. Que fizemos cachorrada” Sempre fomos parceiros. Estamos decepcionados”, diz Trevisan acerca de manifestações durante o encontro. “Iríamos defender todos os interesses de vocês, mas infelizmente, vocês jogaram fora com falta de respeito”, destaca o presidente do Legislativo.

Por outro lado a presidente do Siprom argumenta que representa a categoria e que a situação é levada ao conhecimento dos professores. “Agimos de forma transparente. Fomos ofendidas. A categoria merece respeito”, assinala. “Fiz questão de gravar a situação”, acrescenta a vice-presidente da entidade. O caso gerou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia. O episodio foi registrado em vídeo  pela vice-presidente do Siprom .(confiram abaixo)

Apos a polemica e  a divulgação em redes sociais do episodio, levou  vereador progressista,Luis Paixão a pedir retratação por parte do então presidente da Câmara, Paulo Trevisan. 

Com informações   de  OCORREIO DIGITAL

 

 

Converse com a Fandango