Secretaria Estadual de Saúde irá abrir 594 leitos hospitalares no RS. HCB é contemplado com 10

Após solicitação da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul e de secretarias municipais, o Ministério da Saúde destinou R$ 32 milhões para a abertura imediata de 594 leitos hospitalares no Estado.

Chamadas de Leitos de Calamidade, as novas vagas receberão pacientes de regiões onde os hospitais foram atingidos parcial ou totalmente pelas enchentes de maio. O repasse dos recursos, em parcela única, foi publicado em uma portaria na terça-feira (11).

Os valores foram solicitados pela Comissão Intergestores Bipartite, em reunião realizada no dia 3 de junho, diante da necessidade de atender à lacuna deixada pelos hospitais atingidos pelas enchentes que ainda não recuperaram a capacidade plena de atendimento. Os Leitos de Calamidade devem permanecer ativos até outubro.

Do total de recursos, R$ 18,8 milhões serão destinados ao governo do Estado para a abertura de 349 leitos nos hospitais que o Executivo gaúcho administra.

Porto Alegre terá 50 leitos a mais, recebendo R$ 2,7 milhões. Outros R$ 2,1 milhões serão pagos a Pelotas para a abertura de 40 leitos.

O Ministério da Saúde ainda repassará R$ 1,08 milhão para 20 novos leitos em Tapes e R$ 756 mil para 14 leitos em Farroupilha. Estão previstos dez novos leitos em Cachoeira do Sul, Esteio, Garibaldi, Guaporé Marques de Souza, Nova Bassano, Santa Rosa e Serafina Corrêa. Cada município receberá R$ 540 mil.

Também estão sendo contemplados Paraí (oito leitos – R$ 432 mil), São Borja (seis leitos – R$ 324 mil), Vacaria (cinco leitos – R$ 270 mil), Veranópolis (cinco leitos – R$ 270 mil), Panambi (quatro leitos – R$ 216 mil), Teutônia (três leitos – R$ 162 mil), entre outros.