Com liberação de R$ 6,5 milhões pelo Estado, Cachoeira e mais 92 municípios têm um ano para lançar editais de perfuração de poços

O governo do Estado informa a 93 municípios que tiveram decreto de emergência reconhecido pela Defesa Civil do Estado em decorrência da estiagem, que foi efetuado o repasse de R$ 6,5 milhões para a perfuração de poços tubulares profundos. A partir de agora, as prefeituras têm prazo de um ano para concluir licitação para contratação dos serviços.

Cada cidade foi contemplada com o valor de R$ 70 mil para a execução dos serviços, que irão atender a necessidade essencial de quase 7 mil famílias no total. O secretário de Obras e Habitação do RS, Volnei Minozzo, informa que os recursos foram enviados diretamente aos municípios, que precisarão prestar contas de todas as etapas ao governo. “Os trabalhos contarão com a supervisão do departamento de Poços e Redes (DPR) da Secretaria de Obras e Habitação”, afirmou Minozzo.

Confira os municípios e famílias contemplados:

Agudo (40 famílias)
Alecrim (30 famílias)
Alegrete (4 famílias)
Alto Feliz (500 famílias)
Amaral Ferrador (40 famílias)
Ametista do Sul (15 famílias)
André da Rocha (14 famílias)
Anta Gorda (18 famílias)
Antônio Prado (13 famílias)
Aratiba (18 famílias)
Arroio do Meio (567 famílias)
Arroio Grande (26 famílias)
Arvorezinha (160 famílias)
Bom Jesus (16 famílias)
Bom Progresso (18 famílias)
Caçapava do Sul (25 famílias)
Cachoeira do Sul (10 famílias)
Caiçara (35 famílias)
Camargo (10 famílias)
Canudos do Vale (60 famílias)
Capitão (98 famílias)
Chiapeta (30 famílias)
Colinas (134 famílias)
Dilermando de Aguiar (70 famílias)
Dois Lajeados (50 famílias)
Doutor Maurício Cardoso (43 famílias)
Erval Seco (25 famílias)
Farroupilha (88 famílias)
Faxinalzinho (15 famílias)
Flores Da Cunha (22 famílias)
Getúlio Vargas (27 famílias)
Herval (70 famílias)
Humaitá (30 famílias)
Ibarama (20 famílias)
Inhacorá (26 famílias)
Ipê (15 famílias)
Itatiba do Sul (13 famílias)
Ivorá (7 famílias)
Joia (63 famílias)
Júlio De Castilhos (15 famílias)
Lagoão (16 famílias)
Lajeado do Bugre (60 famílias)
Liberato Salzano (11 famílias)
Mata (20 famílias)
Mato Leitão (480 famílias)
Maximiliano de Almeida (26 famílias)
Monte Alegre dos Campos (30 famílias)
Monte Belo do Sul (250 famílias)
Nova Ramada (60 famílias)
Palmitinho (20 famílias)
Passo do Sobrado (300 famílias)
Passo Fundo (20 famílias)
Pinhal (20 famílias)
Pinhal da Serra (22 famílias)
Pinheiro Machado (4 famílias)
Pirapó (43 famílias)
Porto Vera Cruz (120 famílias)
Pouso Novo (35 famílias)
Putinga (12 famílias)
Restinga Seca (60 famílias)
Rio Grande (23 famílias)
Sagrada Família (27 famílias)
Saldanha Marinho (15 famílias)
Santa Margarida do Sul (86 famílias)
Santa Rosa (146 famílias)
Santo Expedito do Sul (69 famílias)
São Francisco de Assis (40 famílias)
São Jerônimo (30 famílias)
São Jorge (12 famílias)
São José das Missões (35 famílias)
São Marcos (15 famílias)
São Nicolau (42 famílias)
São Pedro do Sul (22 famílias)
São Valentim do Sul (300 famílias)
São Vendelino (300 famílias)
Seberi (80 famílias)
Sertão (8 famílias)
Soledade (45 famílias)
Tapejara (25 famílias)
Toropi (42 famílias)
Travesseiro (120 famílias)
Três de Maio (37 famílias)
Trindade do Sul (145 famílias)
Tupanci do Sul (10 famílias)
Tupanciretã (20 famílias)
Vacaria (50 famílias)
Vale Real (23 famílias)
Vale Verde (300 famílias)
Vespasiano Corrêa (300 famílias)
Victor Graeff (25 famílias)
Vila Flores (120 famílias)
Vila Lângaro (40 famílias)
Vista Alegre do Prata (48 famílias)

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse com a Fandango