Circulação de jornais impressos no Brasil registra queda de quase 8% no 1° semestre

A circulação de 15 jornais impressos no primeiro semestre caiu 7,7% neste no Brasil. Em números absolutos, pouco mais de 430 mil exemplares foram colocados em circulação nos primeiros seis meses de 2020. Para termos de comparação, há sete anos, esse número alcançava a marca de 1,3 milhão.

Super Notícia é a publicação de maior destaque em números reais — fechou o primeiro semestre com média de 70,5 mil exemplares. Contudo, teve queda de 8,5% em relação a dezembro de 2021. A pior retração foi da Folha de S.Paulo, de 66,1 mil para 55 mil (-16%), informou o site Poder360

Digital

A circulação digital, que vinha escalando desde 2018, apresentou alta tímida de 4,4% no primeiro semestre. Somadas, as 15 publicações chegaram a 1,1 milhão de assinaturas on-line pagas.

O Globo encabeça a lista, com 302 mil. É seguido pela Folha, que vem competindo pela liderança nos últimos anos — tem cerca de 300 mil. Ambos jornais apresentaram quedas iguais, de pouco mais de 1%.

A pior retração foi do Extra (-71,8%), do Rio de Janeiro. Já o jornal mineiro O Tempo foi o que mais se destacou no período —avançou 105,6%, de dezembro de 2021 a junho de 2022.

 

 

Fonte: site Poder 360

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse com a Fandango