Vale-gás deve passar a ser mensal com PEC dos Combustíveis

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), confirmou nesta terça-feira (28) que a intenção do Congresso e do governo é conceder o vale gás as famílias de baixa renda mensalmente. Hoje, o benefício é dado a cada dois meses.

De olho na eleição de outubro, quando Bolsonaro vai disputar um segundo mandato no comando do país, o Palácio do Planalto negociou com o Congresso incluir na Proposta de Emenda à Constituição Pec dos Combustíveis um aumento do Auxilio Brasil, o programa social que substituiu o Bolsa Família, de R$ 400 para R$ 600, a ampliação do vale-gás a famílias de baixa renda e um voucher de R$ 1 mil por mês a caminhoneiros  autônomos afetados pela alta do preço do diesel.

“Quem recebe um botijão de gás a cada dois meses, vai receber umbotijão  a cada mês”, disse Lira.

Se aprovadas, essas medidas durariam somente até o final do ano. O governo considera, ainda, decretar estado de emergência para não esbarrar na lei eleitoral.

 

 

 

fonte CNN Brasil

Converse com a Fandango