Setor de serviços gaúcho cresce 2,6% em março, aponta IBGE

O volume de serviços prestados no Brasil interrompeu a série de dois resultados negativos seguidos e avançou 1,7% em março. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (12) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No Rio Grande do Sul, os serviços tiveram expansão de 2,6% frente a fevereiro.

Assim, o segmento alcança o maior nível desde abril de 2016 e fica 7,4% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia), embora ainda 11,3% abaixo de abril de 2014 (ponto mais alto da série histórica). Frente a março de 2021, o volume de serviços cresceu 22,4%.

O principal impacto veio dos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (25,5%), que contribuiu com 8,6 pontos percentuais (p.p.) para o índice interanual de março. Já a maior variação (82,3%) foi a dos serviços prestados às famílias. Os demais avanços vieram dos outros serviços (45,3%), dos serviços profissionais, administrativos e complementares (17,4%) e dos serviços de informação e comunicação (9,3%).

Em março de 2022, o índice de atividades turísticas no Rio Grande do Sul apontou expansão de 7,4% frente ao mês imediatamente anterior, após ter recuado em 1,9% no mês anterior. Com esse resultado, o segmento de turismo gaúcho se encontra 2,8% acima do patamar de fevereiro de 2020. O crescimento observado no estado ficou acima da média nacional (4,5%) e foi acompanhado por todos os 12 locais pesquisados.

Na comparação com março de 2021, o índice de volume de atividades turísticas cresceu 131,3%, décima segunda taxa positiva seguida. Já no acumulado do primeiro trimestre de 2022, o agregado especial de atividades turísticas mostrou expansão de 61,0% frente a igual período do ano passado.

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse com a Fandango