Prefeitura de Cachoeira lança programa “Saúde Sem Fila”

A Prefeitura de Cachoeira do Sul, através da Secretaria Municipal da Saúde, lançou o programa “Saúde Sem Fila”. A atividade teve início com a adesão ao sistema da Unidade Básica de Saúde (UBS) 14, que fica no Bairro Marina. Além dela, aderiram a ação a UBS1, (INSS/Centro) e a Unidade da Equipe de Atenção Primária (EAP) 17, que fica no Alto Amorim.

O secretário Municipal da Saúde, Marcelo Figueiró, explica que o programa tem por objetivo acabar com as filas na frente dos postos na madrugada. Isso acontecia para que os pacientes conseguissem uma ficha de atendimento médico. A partir de agora, nestas unidades, as consultas funcionarão por agendamento, feito durante o horário de expediente, por um enfermeiro que fará o acolhimento e a avaliação básica no paciente. Caso seja possível, já buscará a solução no próprio pré-atendimento. Isto organiza a atuação do posto, resolvendo situações de imediato e direcionando para o médico apenas quem realmente precisa, ampliando a quantidade de consultas à disposição.

Conforme a enfermeira Anageli Garske, coordenadora da UBS14, a receptividade das pessoas ao programa tem sido bastante positiva. “Era desumano aquela condição onde idosos, gestantes e doentes, que precisavam ficar na fila de madrugada para buscar uma ficha. Muitas vezes, quem conquistava o bilhete, precisava apenas de uma renovação de receita e acabava consumindo uma consulta que seria mais necessária para outra pessoa. Agora, com o acolhimento, o enfermeiro tem condições de detalhar as condições do paciente, resolver o que for possível e encaminhar apenas quem realmente necessita, aumentando as vagas de atendimento médico. Isto tudo de uma maneira bem mais organizada, durante o horário de expediente”, salienta Angeli.
SEM FILAS AVANÇA
A coordenadora do departamento de atendimento à saúde, Elisangela Luz, por sua vez, ressalta que o programa será instalado paulatinamente em cada unidade da Secretaria Municipal da Saúde. “Quando eu coordenava a UBS1 lutamos por meio ano para que o agendamento funcionasse no centro da cidade. Logo que abrimos a EAP17, do Alto Amorim, iniciamos as atividades desta mesma forma. Já com a UBS14, levamos vinte dias para desenvolver os métodos e protocolos para aplicar o sistema. Faremos o mesmo em todas outras unidades. Até o fim do mês anunciaremos qual o próximo posto de saúde que será contemplado e ficará livre das filas nas madrugadas”, comemora

Servidores foram ouvidos para que solução fosse encontrada

O Secretário Municipal de Saúde, Marcelo Figueiró, ressalta o esforço dos funcionários da secretaria para aplicar o novo sistema. Para chegar a uma solução, a opinião deles foi levada em consideração “O programa Saúde Sem Fila foi organizado pela Elisangela da Luz, que é uma funcionária raiz da Secretaria da Saúde. Ele é a prova de que, quando escutamos os servidores públicos, muito pode ser feito. Com esta organização teremos folego para buscar mais médicos e dar uma condição melhor de atendimento aos cidadãos. Que venham logo os próximos postos a aderirem ao projeto e que finalmente consigamos acabar com a senha, a ficha e a fila na madrugada”, ressalta Figueiró.

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Converse com a Fandango