Adiada a assembleia que votaria venda da Ulbra no Estado

A assembleia dos credores da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) chegou a ter inicio  na tarde desta quinta-feira, no entanto não teve uma decisão final sobre a proposta de venda dos campi da instituição no Rio Grande do Sul. Em nota, a Aelbra, mantenedora da Ulbra, informou que os credores pediram mais prazo para analisar o caso. Com isso, a assembleia foi remarcada para 10 de dezembro.

Não foram divulgados os interessados  na compra da instituição de ensino, mas informações extraoficiais de que o  provável comprador ,seria o grupo mineiro Afya Educacional,que tem universidades e faculdades em vários Estados, como Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Tocantins, Piauí, Maranhão, Pará e Rondônia.

Os credores da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), que tem uma dívida bilionária, terão que votar a proposta de venda de todos os campi de Ensino Superior no Rio Grande do Sul, inclusive o de Cachoeira do Sul. Estima-se que o valor do negócio, se aprovado, passe de R$ 1 bilhão. O dinheiro será usado para pagar dívidas trabalhistas com os funcionários e professores e também os demais credores.

Caso a assembleia dê aval para a venda dos campi, depois será preciso que a proposta também passe pela aprovação do juiz que cuida do processo de recuperação judicial da Ulbra.

Confira abaixo a nota da Aelbra desta  quinta feira 25/11.

A Aelbra – mantenedora da Universidade Luterana do Brasil – informa que a Assembleia Geral de Credores realizada na tarde desta quinta-feira, 25 de novembro, para discussão do plano de recuperação da Instituição foi adiada para o dia 10 de dezembro de 2021, após solicitação dos credores e anuência da Aelbra.

O objetivo do adiamento é finalizar o plano de recuperação judicial atendendo ao máximo a expectativa de todos, sem deixar de lado a busca pela sustentabilidade e pelo equilíbrio econômico da instituição.

A aprovação da suspensão foi importante pois a Aelbra tem mais alguns dias para debater o plano com todos os credores. Com o plano em mãos, os credores terão a oportunidade de uma maior compreensão sobre a proposta e comprovar que, ao longo dos dois últimos anos, a instituição desenhou a forma viável de seguir cumprindo com seus compromissos, como fez nos últimos anos. O maior propósito da Ulbra, como instituição de ensino, é promover a excelência acadêmica.

Conforme o que foi aprovado nesta quinta-feira, 25, a continuidade da assembleia ficou marcada para o dia 10 de dezembro de 2021, às 14h.”

Converse com a Fandango