Desfile internos abrilhantam a 36ª Oktober de Santa Cruz

Os desfiles temáticos sempre foram a marca registrada e a grande atração da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul. Com o novo formato do evento, para se adaptar às restrições impostas pela pandemia, as paradas da 36ª Oktober foram remodeladas e ocorrem dentro do parque em todos os dias de programação. A primeira parada foi realizada na noite da última quinta-feira, 7, logo após a cerimônia de abertura. “O primeiro desfile marcou uma virada de página, o começo de um novo momento. Podemos dizer que abrimos em grande estilo o nosso evento, com muita responsabilidade e segurança”, salientou a presidente da 36ª Oktober, Roberta Pereira.

O desfile interno, com aproximadamente uma hora de duração e participação de grupos de danças e voluntários, apresenta o tema do evento deste ano: Integrando Culturas, Saberes e Sabores. O público pode apreciar 10 carros alegóricos, idealizados pelo produtor cultural Sérgio Ávila. Como ocorre tradicionalmente, as recepcionistas abrem a parada, com as boas-vindas aos visitantes. “É o início da construção de um novo mundo, mais solidário, mais alegre e mais fraterno”, destaca o descritivo da ala.

O primeiro carro alegórico representa a volta da alegria, com a família símbolo do evento, o casal Fritz e Frida, com os filhos Max e Milli. Logo após, a Fubica do Fritz e a Coordenação Executiva, seguidas do carro número dois, que destaca as soberanas da 36ª Oktober, a Rainha Luana Terezinha Rech, as Princesas Amanda Angélica Beckenkamp e Renata Maria Müller, e a Soberana Destaque, Luiza Fischer de Almeida.

A terceira alegoria faz representação à colonização e aos imigrantes, com muita história, cultura e tradição. Chamado de A Comunidade, o carro 4 retrata cenas históricas da imigração alemã, como as primeiras construções, igrejas, memorial de antepassados, entre outros. Em seguida, as bicicletas articuladas Zig Zag Zug, guiadas pelos integrantes do Lions Clube Aliança, mostram que pedalar é uma ação de saúde, integração e construção de amizades.

O carro das etnias, representando a união dos povos, é o quinto carro a desfilar. Logo depois, o carro da Catedral São João Batista, considerada a maior igreja em estilo neogótico da América Latina, e do Chafariz da Praça Getúlio Vargas. Já a Gastronomia é representada pela sétima alegoria, que lembra os costumeiros encontros de domingo, a família ao redor da mesa, entre outros momentos de confraternização familiar.

Intitulado como Estância da Oktober – Do Churrasco ao Bom Chimarrão, o oitavo carro faz uma homenagem à tradição gaúcha, com destaque para o Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart), que acontece em Santa Cruz do Sul, e a presença da 2ª Prenda Mirim do Estado, Amanda Kothe Bartz. O Carro Oktoberfest, nono a desfilar, mostra uma homenagem ao evento e suas particularidades, como as bandinhas, a dança, o chope e, principalmente, a alegria.

O último a passar é o tradicional Bierwagen, o carro do chope, que em respeito aos protocolos da pandemia, não distribuiu a bebida para os espectadores. No final da atração todos os visitantes foram convidados a cantarem a tradicional música Barril de Chope. Com a Coordenação Geral de Vanderlei Machado, os próximos desfiles vão ocorrer nos dias 09, 15 e 16 de outubro, às 20 horas; 10, 11 e 17 de outubro, às 12h30; dia 12 de outubro, às 13 horas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *