Estado anuncia investimentos de R$ 250 milhões para qualificar e ampliar a rede de saúde do RS

O governador Eduardo Leite lançou, nesta segunda-feira (13/9), o Avançar na Saúde, um plano de investimentos de R$ 249,7 milhões até o final de 2022 para obras e aquisição de equipamentos para a qualificação da rede hospitalar, da assistência farmacêutica e das unidades básicas de saúde do Rio Grande do Sul.

“É o maior investimento já realizado em saúde no Estado nos últimos 20 anos. Investimento robusto, com recursos assegurados no orçamento e fluxo financeiro já panejado”, destacou o governador Leite.

“Todos os dias, o Sistema Único de Saúde (SUS) atende dezenas de milhares de pessoas. Atende com dignidade e eficiência, mas também falha. É para poder diminuir a possibilidade das falhas, melhorando o atendimento e ampliando as estruturas que estamos anunciando estes investimentos nas nossas estruturas de saúde no Estado. Porque investir em saúde é proteger a vida é fortalecer, fortalecer a regionalização do SUS e ampliar a oferta de serviços mais próximo das pessoas. Assim, temos a perspectiva de olhar para frente com mais confiança na qualidade de vida que o nosso Estado é capaz de proporcionar”, acrescentou o governador.

A iniciativa faz parte do Avançar RS, programa transversal lançado em junho deste ano que passou a envolver as iniciativas com as quais o governo pretende acelerar o crescimento econômico e incrementar a qualidade da prestação de serviços à população.

Dentre os três eixos do programa, o Avançar na Saúde faz parte do Avançar para as Pessoas, que reúne ações com foco na prestação de serviços públicos nas áreas de saúde, educação, ação social, segurança e cultura. Os outros eixos são Avançar no Crescimento, trata de apoio à atividade econômica, desonerações fiscais, logística e mobilidade, e Avançar com Sustentabilidade, que engloba projetos nas áreas ambiental, de tecnologia e de inovação.

Os quase R$ 250 milhões do plano de investimentos em saúde estão divididos da seguinte forma:

• R$ 177,5 milhões para a rede hospitalar: serão beneficiados 20 hospitais de 16 municípios de todas as regiões do Estado para obras, reformas e aquisições de equipamentos (veja a lista de hospitais ao final do texto);
• R$ 31,4 milhões para a implementação da Rede Bem Cuidar (RBC) na Atenção Primária à Saúde (APS): estão previstos R$ 14,9 milhões para adesão ao programa, além de R$ 6 milhões para reforma de unidades básicas de saúde (UBS) e R$ 10,5 milhões para a reforma e ampliação de outras 30 UBS;
• R$ 21 milhões para a Farmácia Cuidar+: serão destinados recursos para os municípios qualificarem o cuidado farmacêutico por meio da estruturação e qualificação de consultórios farmacêuticos, implementação da dispensação qualificada e acompanhamento farmacoterapêutico para asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);
• R$ 19,8 milhões para a estrutura da Secretaria Estadual da Saúde (SES): recursos serão destinados para melhorias no transporte, com R$ 9,8 milhões para renovação da frota de veículos, e R$ 10 milhões equipamentos de informática para a SES e coordenadorias regionais de saúde (CRS).

Para estruturar o Avançar na Saúde, a equipe de Planejamento da SES identificou oportunidades de aplicar recursos em serviços nas sete macrorregiões de Saúde no Estado, considerando as necessidades existentes no território, assim como o potencial de cada investimento para ampliar a rede de serviços, priorizando aqueles com potencial para ampliar o acesso dos usuários ao SUS, ampliando a oferta de serviços para toda a população gaúcha.

Durante o lançamento do programa, pacientes e familiares de pessoas que dependem ou já dependeram do sistema de saúde gaúcho compartilharam suas histórias. Entre elas, Camila Letícia Dresch, mãe do menino Lázaro, que dependia dos aparelhos do Hospital Bruno Born (HBB), em Lajeado, para viver e foi símbolo da campanha encabeçada pelos seus pais para que a UTI pediátrica local não fechasse em 2013.

“O Lázaro, com um mês e cinco dias, passou a residir no HBB. Por mais que hoje ele não esteja mais aqui, a história dele é uma história de muito amor. Ouso dizer que minha primeira família não era a de sangue, mas os profissionais da instituição. Também é uma história de dignidade, porque ele não tinha um prognóstico bom. O Lázaro não sairia da instituição vivo, mas em nenhum momento aquela equipe e o SUS, que bancava a internação, questionaram a sobrevida dele. Eu queria agradecer, porque, além do meu filho, muitas crianças foram cuidados e salvas pela UTI e, agora, muitas outras poderão”, disse Camila.

Localizado no Vale do Taquari, o Hospital Bruno Born vai receber R$ 3,3 milhões para implementação de UTI Pediátrica com 10 leitos para atendimento para crianças com casos graves que necessitem de cuidados intensivos.

“Esse investimento vai garantir uma estrutura ainda mais qualificada para que os profissionais que tu referiste, Camila, possam trabalhar e dar dignidade, sobrevida e salvar vidas”, afirmou o governador.

Deram seus relatos Quetlin Cristina Flores Hoffmann, que recebeu tratamento contra o câncer no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, instituição que vai receber R$ 1,3 milhão do Avançar na Saúde; Edson Diovane Rosa Viana, que foi internado por Covid-19 na UTI do Hospital de Caridade de São Jerônimo (instituição que receberá R$ 8 milhões); Luiz Alberto Ithourald, que foi atendido na emergência do Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre (receberá R$ 25,07 milhões), e Alexandra Ferrarini, que foi funcionária do Hospital Geral de Caxias do Sul e cujo filho de dois meses foi tratado por Covid-19 na instituição. O Hospital Geral será beneficiado com R$ 15 milhões.

“Por meio desses depoimentos, nós estamos assistindo o SUS que dá certo, o SUS que salva vidas, porque a saúde é o nosso maior bem. Por isso, investir na atenção primária em saúde como estamos fazendo através da Rede Bem Cuidar, valorizando a atenção primária através da Farmácia Cuidar+, viabilizando a melhoria das nossas estruturas nas CRS e qualificando a nossa rede hospitalar, junto com o programa Assistir (lançado em agosto/2021), não tenho dúvida nenhuma que já deixamos uma marca. Certamente, os investimentos que o Estado está fazendo irão incentivar as boas práticas, salvar vidas e, mais do que nunca, estar mais próximo do cidadão, que é nossa grande missão”, destacou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Hospitais contemplados pelo Avançar na Saúde:

1. Hospital Regional de Santa Maria
2. Santa Casa de Alegrete
3. Hospital Nora Teixeira, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
4. Instituto de Cardiologia – Porto Alegre
5. Hospital São Francisco de Assis – Parobé
6. Hospital de Caridade de São Jerônimo
7. Hospital de Tramandaí
8. Hospital de Santo Ângelo
9. Hospital Beneficente César Santos – Passo Fundo
10. Hospital de Clínicas de Passo Fundo
11. Hospital São Vicente de Paulo – Passo Fundo
12. Hospital Beneficente São João – Sananduva
13. Hospital Pronto Socorro de Pelotas
14. Hospital Geral de Caxias do Sul
15. Hospital de Santa Cruz – Santa Cruz do Sul
16. Hospital São Sebastião Mártir – Venâncio Aires
17. Hospital Bruno Born – Lajeado
18. Hospital Santa Terezinha de Erechim
19. Hospital Municipal de Novo Hamburgo
20. Complexo de Saúde de Taquara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *