Duas doses das vacinas da Pfizer ou AstraZeneca são eficazes contra variante Delta

Um estudo publicado no The New England Journal of Medicine mostrou que duas doses das vacinas contra a covid-19 da Pfizer  ou da AstraZeneca são quase tão eficazes contra a variante Delta quanto se mostraram contra a versão original do coronavírus. O trabalho, financiado pelo serviço de Saúde Pública da Inglaterra, reforça a importância de completar o esquema vacinal para garantir uma maior proteção contra a nova cepa, originária da Índia e considerada mais transmissível que as demais.

Segundo os dados apresentados pelos pesquisadores britânicos, o imunizante da Pfizer tem eficácia de 88% contra a Delta, índice inferior aos 93,7% apresentados contra o coronavírus original. Já a vacina da AstraZeneca teve eficácia de 67% contra a nova cepa versus 74,5% apresentados originalmente.

Com base nesses resultados, os pesquisadores concluíram que a diferença nas eficácias entre a cepa original e a Delta são modestas depois que o esquema vacinal for completado.

Nesta semana, um trabalho, ainda não publicado em revista científica e nem revisado por pares, sugeriu que a vacina da Janssen tem eficácia menor contra as variantes Delta e Lambda (do Peru). Embora os pesquisadores não recomendem abandonar a imunização com essa vacina, eles acreditam que uma dose de reforço pode ser indicada no futuro.

No mesmo sentido, trabalhos feitos no Chile indicam que, em testes de laboratório, a eficácia da Coronavac é inferior na proteção contra a Delta.

 

fonte Gaúcha/ZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *